Gastos de usuários com aplicativos como TikTok crescem 25% no Brasil em 2023

Segundo relatório da data.ai, plataformas de streaming de vídeo como TikTok e Disney+ impulsionaram aumento de 11% nas vendas globais de aplicativos em 2023

TikTok
Por Vlad Savov
10 de Janeiro, 2024 | 11:56 AM

Bloomberg — O TikTok, da ByteDance, se tornou o primeiro aplicativo a ultrapassar US$ 10 bilhões em gastos acumulados pelos consumidores. O resultado ajudou a impulsionar as vendas de aplicativos móveis para um novo recorde em 2023, ano em que a receita de jogos teve uma queda, segundo o último relatório anual da data.ai.

Plataformas de streaming de vídeo como TikTok e Disney+ impulsionaram um aumento de 11% nas vendas de aplicativos em 2023, mostrando uma demanda resiliente enquanto a indústria de games lidava com uma queda de dois dígitos nas vendas na China, que arrastou as vendas globais para baixo em 2%.

As compras dentro do app do TikTok, que podem ser usadas para dar gorjeta a criadores e streamers favoritos, representaram a maior parte de sua receita.

A frente de negócios “desbloqueou o segredo da monetização em dispositivos móveis”, de acordo com pesquisadores de mercado, cujos serviços são usados por muitas das maiores marcas do mundo para rastrear o desempenho de seus aplicativos e anúncios em dispositivos móveis.

PUBLICIDADE

“Apps de redes sociais e a economia de criadores lideraram novos caminhos para a monetização além da publicidade”, disse Lexi Sydow, diretora de marketing corporativo e insights da data.ai.

“O TikTok inovou por meio de seu mecanismo de ‘caixinha’ para criadores de conteúdo. Em 2024, a monetização direta do consumidor por meio de compras dentro do aplicativo deve crescer 150% para US$ 1,3 bilhão, à medida que a concorrência aumenta.”

  dfd

Os gastos em aplicativos, em vez de jogos, aumentaram à medida que os consumidores gastaram mais em streaming, conteúdo gerado por criadores e aplicativos de relacionamento.

PUBLICIDADE

Ainda assim, o principal impulsionador de receita continua sendo a publicidade, que cresceu 8% em 2023 para US$ 362 bilhões e representou dois terços das vendas móveis.

Isso torna a batalha para atrair e reter a atenção do usuário primordial, já que a data.ai estima que em 2024 serão gastos US$ 402 bilhões em publicidade móvel global.

  Indústria de meio trilhão de dólares é liderada pela publicidadedfd

Os consumidores aumentaram novamente o tempo gasto em smartphones – a Indonésia ocupou o primeiro lugar, com mais de 6 horas por pessoa por dia. A média entre os 10 principais mercados foi de 5 horas de uso diário de aplicativos, e os gastos em apps aumentaram 3% em 2023.

A Coreia do Sul, Brasil, México e Turquia tiveram crescimento de 25% ou mais nos gastos com aplicativos de consumidores no ano, segundo a data.ai.

Os apps de varejistas chinesas, como Shein e Temu, da PDD Holdings, subiram nos rankings de downloads, crescendo 140%, com o Temu liderando os downloads em 125 mercados.

 Tempo médio em celulares supera cinco horas em cinco países em 2023dfd

Em outros lugares, os setores de viagens e venda de ingressos tiveram um aumento de popularidade e gastos à medida que a demanda pós-pandemia por eventos e experiências presenciais aumentou.

A inteligência artificial se tornou um caminho importante para atrair novos usuários, com o crescimento da IA generativa criando subsegmentos distintos em torno de chatbots e geradores de arte baseados em IA.

PUBLICIDADE

Os aplicativos de IA generativa ultrapassaram US$ 10 milhões em gastos mensais pelos consumidores até dezembro de 2023.

“Esse crescimento da IA também impulsionou recursos incorporados em todos os setores móveis, pavimentando o caminho para uma nova onda de inovação digital”, disse o relatório da data.ai.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

PUBLICIDADE

Com Reag como sócia, Roberto Justus aposta em casas de luxo como seu maior negócio

CEO da L’Oréal reafirma planos na China apesar de tensões sobre segredos comerciais