Ibovespa fecha em queda com recuo da Petrobras e da Vale; dólar cai a R$ 4,90

Principal índice de ações da bolsa brasileira recuou no pregão desta quarta-feira com petróleo em queda atingindo Petrobras e PRIO

O Ibovespa fechou em queda ao fim das negociações nesta quarta-feira (6).
Por Bloomberg Línea e Bloomberg News
06 de Dezembro, 2023 | 07:02 PM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) fechou em queda ao fim das negociações nesta quarta-feira (6). O principal índice da bolsa de valores brasileira caiu 1,01% aos 125.623 pontos. O volume de negociações foi de R$ 1.196.034.300.

O dólar, por sua vez, era negociado a R$ 4,90, com queda de 0,53% no encerramento do pregão da bolsa.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR3; PETR4) caí 2,60% com queda nos preços internacionais do petróleo. A Prio (PRIO3) caiu 3,99% e a a PetroRecôncavo (RECV3) recuou 4,33%. A Vale (VALE3) também teve perdas, com baixa de 0,66%.

Outra empresa que teve um desempenho ruim foi a BRF (BRFS3) depois que o JPMorgan rebaixou a recomendação do papel de compra para neutro.

PUBLICIDADE

Entre os papeis de maior valorização no dia estão os da Raizen (RAIZ4), que se recuperou a perda de terça-feira (5).

No ano, o Ibovespa acumula alta de 14,48% até o pregão de hoje.

Exterior

A alta nos títulos ao redor do mundo ganhou mais impulso, com dados econômicos fracos tanto nos Estados Unidos quanto na Europa alimentando especulações de que os principais bancos centrais cortarão as taxas no próximo ano.

PUBLICIDADE

Apenas dois dias antes do relatório de empregos dos EUA, os dados mostraram um resfriamento gradual no mercado de trabalho que o Fed gostaria de ver.

Os salários privados aumentaram em 103.000 no mês passado, ficando aquém das estimativas e dando mais credibilidade à postura dovish de Wall Street. As encomendas industriais da Alemanha caíram inesperadamente, destacando como a indústria na maior economia da Europa permanece estagnada.

Uma pesquisa conduzida pela 22V Research mostra que os investidores consultados acreditam que o período de otimismo econômico de setembro a novembro acabou, com o mercado de trabalho dos EUA se afrouxando em janeiro/fevereiro.

Para Stan Shipley, da Evercore, a contagem de folhas de pagamento do ADP Research Institute de quarta-feira e outras métricas de alta frequência sugerem um crescimento do emprego “fraco”.

“A desaceleração nas contratações continua e está se tornando mais evidente”, disse Peter Boockvar, autor do Boock Report. “O que estou mais focado agora é na trajetória da atividade - e tudo o que vejo é desaceleração em vários lugares, incluindo agora o mercado de trabalho.”

Os rendimentos dos títulos de 10 anos dos EUA estenderam sua queda para 4,12%. As taxas dos títulos de dois anos subiram ligeiramente - um sinal saudável, segundo alguns traders, após uma grande reprecificação das apostas do Fed pela parte da frente da curva dos EUA.

O S&P 500 perdeu força em meio a uma queda nos produtores de energia e algumas megacaps como Nvidia (NVDA) e Microsoft (MSFT).

PUBLICIDADE

O petróleo caiu abaixo de US$ 70 o barril, com preocupações sobre o excesso de oferta ofuscando um relatório que mostrava estoques dos EUA em queda.

Os diretores do Fed se encontram na próxima semana pela última vez em 2023. Embora nenhuma mudança seja esperada em sua meta para a taxa de fundos federais, eles estão programados para divulgar previsões trimestrais que poderiam alterar as expectativas implícitas no mercado.

Essas apostas têm se inclinado cada vez mais para mais alívio no próximo ano em resposta a dados econômicos mais fracos do que o previsto.

Os mercados precificaram seis cortes de um quarto de ponto na taxa pelo Banco Central Europeu em 2024 mais cedo na quarta-feira, uma medida que levaria a taxa chave para 2,5%.

PUBLICIDADE

Embora as apostas tenham sido reduzidas ligeiramente mais tarde no dia, o Deutsche Bank ajudou a aumentar o sentimento dovish ao revisar sua perspectiva para também prever 150 pontos-base de cortes.

“Os temores de inflação estão se dissipando”, disse Prashant Newnaha, estrategista de taxas na TD Securities. “Os bancos centrais acreditam que fizeram o suficiente e podem precisar cortar, caso contrário as taxas reais podem estar muito altas e restritivas.”

Embora o relatório ADP não seja um indicador confiável para prever os números de emprego do governo, o resultado inferior ao esperado pode criar expectativas de que o relatório de empregos de sexta-feira venha “fraco”, segundo Chris Larkin, da E*Trade, do Morgan Stanley.

“O que não sabemos é quanto os mercados já precificaram um mercado de trabalho desacelerando, ou como reagirão se os dados de sexta-feira vierem mais fortes do que o esperado”, observou.

PUBLICIDADE

A estimativa é de que os empregadores adicionaram 185.000 empregos em novembro, segundo uma pesquisa da Bloomberg com economistas. A taxa de desemprego deve permanecer no nível mais alto em quase dois anos.

O rali combinado em ações e títulos tem sido apoiado pela evidência de que um pouso suave permitirá ao Fed cortar as taxas em 2024, de acordo com o Chief Investment Office do UBS, que espera um “pouso suave” - mas diz que o ritmo do rali recente parece improvável de ser sustentado.

PUBLICIDADE

“O potencial de alta para o S&P 500 é agora relativamente limitado”, disse Solita Marcelli, da UBS Global Wealth Management.

“À medida que o crescimento desacelera, acreditamos que os investidores devem considerar se concentrar em ações de alta qualidade de empresas com retornos fortes sobre o capital investido, margens operacionais resilientes e dívida relativamente baixa em seus balanços.”

Enquanto isso, o Banco da Inglaterra intensificou os alertas sobre fundos de hedge fazendo apostas na baixa dos futuros do Tesouro dos EUA, dizendo que sua medida da posição líquida agora é maior do que antes da crise do “dash for cash” em março de 2020.

PUBLICIDADE

A posição líquida curta cresceu para US$ 800 bilhões, ante cerca de US$ 650 bilhões em julho, disse o banco central, citando cálculos com base em dados da Commodity Futures Trading Commission. Isso sugere um aumento no chamado “basis trade”, onde os investidores buscam explorar diferenças de preço entre futuros e títulos.

E os chefes dos maiores bancos de Wall Street deram sua crítica mais direta até agora aos planos de Washington de obrigá-los a reservar mais dinheiro como um buffer contra perdas.

Os papéis de maior valorização do Ibovespa foram:

PUBLICIDADE
  • Hypera SA (HYPE3) com 6,03%
  • Cia Brasileira de Distribuicao (PCAR3) com 3,92%
  • Raizen SA (RAIZ4) com 2,89%

Já os de pior desempenho foram:

  • PRIO SA/Brazil (PRIO3) com -3,99%
  • BRF SA (BRFS3) com -4,34%
  • Sao Martinho S/A (SMTO3) com -4,44%

As ações mais negociadas foram:

  • Magazine Luiza SA (MGLU3) com R$ 132.156.800.
  • Petroleo Brasileiro SA (PETR4) com R$ 64.179.200.
  • Raizen SA (RAIZ4) com R$ 47.800.500.

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

-- Com Automação da Bloomberg

Leia também:

Ibovespa amplia perdas com queda da Petrobras e cena externa; dólar cai a R$ 4,90