Cinco coisas que você precisa saber para começar esta segunda-feira

Investidores ficam de olho nos mercados asiáticos, em especial no retorno da China pós-feriado, e em divulgação da prévia do PIB no Brasil

Mercados chineses voltam do feriado sem rali apesar de expectativa
19 de Fevereiro, 2024 | 08:20 AM

Bloomberg Línea — A sessão promete ser de menor liquidez nesta segunda-feira (19), em meio a um feriado nos Estados Unidos. O foco, então, fica na Ásia e na reação dos mercados ao retorno da China no pós-feriado — era esperado um rali, que não aconteceu.

No Brasil, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), indicador de atividade do Banco Central (BC) visto como prévia mensal aproximada do PIB, está previsto para ser divulgado hoje. O mercado estima aceleração do dado em dezembro sobre novembro, mas o comparativo anual deve mostrar forte desaceleração.

A pesquisa Focus com estimativas sobre inflação e outros indicadores sairá na terça, e não nesta segunda, como usual. Os funcionários do BC, que rejeitaram proposta salarial da instituição, aprovaram paralisação para os dias 20 e 21 deste mês.

Confira a seguir cinco destaques desta segunda-feira (19):

PUBLICIDADE

1. IBC-Br

A Bloomberg Economics espera uma pequena expansão no IBC-Br e diz que um resultado mais fraco aumentaria a chance de um Produto Interno Bruto (PIB) negativo no quarto trimestre.

O índice de serviços de novembro sai no dia 16, com estimativa de alta de 0,3% sobre outubro.

2. China volta do feriado

As ações chinesas reabriram após o feriado prolongado do Ano Novo Lunar com menos entusiasmo do que os investidores esperavam, sugerindo que dados otimistas de viagens e gastos por si só não são suficientes para dissipar as preocupações sobre a economia chinesa.

PUBLICIDADE

Um aumento nas viagens de turismo, nas vendas de ingressos de cinema e no número de visitantes dos cassinos de Macau alimentou apostas de que o índice de referência CSI 300 teria uma forte alta, assim como as ações chinesas listadas em Hong Kong e nos EUA fizeram quando os mercados estavam fechados de 9 a 16 de fevereiro.

Em vez disso, o índice teve dificuldades para ganhar tração durante grande parte do dia, apenas conseguindo acelerar o ritmo à tarde para fechar em alta de 1,2%. Esse avanço tardio veio junto com um aumento no volume de negociações em vários fundos de índice (ETFs) - sugerindo que os fundos estatais da China, ou o chamado “time nacional”, deram uma mãozinha.

Investidores estrangeiros venderam ações no mercado interno na segunda-feira, destacando a necessidade de Pequim fazer mais para reviver a confiança, enquanto a economia enfrenta deflação e uma crise imobiliária. Antes das férias, as autoridades fizeram uma série de ajustes regulatórios para reduzir a pressão de venda e também substituíram o chefe do regulador de valores mobiliários.

3. Mercados

As ações europeias operam sem direção única nesta segunda-feira (19) enquanto investidores aguardam novos catalisadores após impulso na semana passada, que levou os papéis perto de uma máxima histórica.

Por lá, o índice Stoxx Europe 600 recua após a alta na semana anterior. As ações de recursos básicos lideram as perdas após a queda do minério de ferro, enquanto o setor de tecnologia também teve desempenho inferior. Setores defensivos, incluindo serviços públicos e cuidados de saúde, registram ganhos.

Nos EUA, os mercados estão fechados hoje devido ao feriado do Dia dos Presidentes. Os futuros do S&P 500 operavam estáveis, enquanto os contratos futuros do Nasdaq 100 avançavam um pouco.

4. Manchetes dos principais jornais

Estado de S. Paulo: PCC e CV se infiltram no poder local para capturar contratos milionários das prefeituras

PUBLICIDADE

Folha de S. Paulo: Energia limpa vive boom global e no Brasil e ‘cria’ 36 novas usinas de Itaipu

O Globo: Itamaraty aguarda reunião de embaixador com Israel para tentar conter crise diplomática

Valor Econômico: Companhias intensificam renegociação com credores em 2024

5. Agenda

Brasil:

  • 9h: IBC-Br

China:

  • 22h45: Taxa Preferencial de Empréstimo do BPC

-- Com informações da Bloomberg News.

PUBLICIDADE

Leia também:

Mercado de escritórios entra em nova fase no país, aponta empresa global CBRE

Recorde de 2 milhões de trabalhadores estrangeiros começa a mudar a face do Japão

Os planos da Airbus para o sucessor do A320, um dos aviões mais vendidos do mundo

Tamires Vitorio

Jornalista formada pela FAPCOM, com experiência em mercados, economia, negócios e tecnologia. Foi repórter da EXAME e CNN e editora no Money Times.