Cinco coisas que você precisa saber para começar esta segunda-feira

Investidores reagem à posse de Milei na Argentina e à divulgação do relatório Focus, no Brasil, que mostrou aumento nas projeções para o IPCA

Novo presidente da Argentina assumiu cargo neste domingo
11 de Dezembro, 2023 | 09:04 AM

Bloomberg Línea — Os investidores ficam de olho nesta segunda-feira (11) na divulgação do relatório Focus, que mostrou mudanças nas projeções para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano.

Na Argentina, Javier Milei assumiu a presidência no domingo (10), o que deve movimentar os mercados.

A semana é marcada ainda pelas últimas reuniões do ano de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos, em que os bancos centrais irão decidir na quarta-feira (13) o rumo dos juros nos dois países.

Confira a seguir cinco destaques desta segunda-feira (11):

PUBLICIDADE

1. Relatório Focus

O relatório Focus, do BC, mostrou uma revisão para baixo nas expectativas para a inflação em 2023. Para este ano, os economistas esperam agora alta de 4,51% do IPCA, ante 4,54% anteriormente. Já para o próximo ano, as estimativas subiram de 3,92% para alta de 3,93%.

Para o câmbio, os economistas consultados pelo BC veem agora uma maior apreciação do real. As projeções são de dólar a R$ 4,95 em dezembro e de R$ 5,00 ao fim de 2024.

As expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB), por sua vez, foram revisadas para cima, de 2,84% na semana anterior para projeção de expansão de 2,92% da atividade este ano.

PUBLICIDADE

Para a Selic, as estimativas se mantiveram em juros de 11,75% em dezembro deste ano e de 9,25% ao fim de 2024.

2. Milei assume na Argentina

Javier Milei assumiu a presidência da Argentina neste domingo, prometendo erradicar a inflação e resgatar a conturbada economia do país com um “programa de terapia de choque” baseado em cortes drásticos nos gastos públicos.

“Eles arruinaram nossas vidas”, disse Milei a um grande público que esperava por ele do lado de fora do Congresso. “Não há dinheiro.” Suas primeiras medidas serão anunciadas em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, segundo seu porta-voz.

3. Mercados

As ações globais registram movimentos modestos no início de uma semana agitada de dados econômicos e reuniões de bancos centrais, o que testará o otimismo entre os investidores de que as taxas de juros globais em breve serão reduzidas.

Contratos futuros dos Estados Unidos cediam cerca de 0,2% por volta das 9h (horário de Brasília). Já o índice Stoxx 600, da Europa, tinha uma leve queda.

No mercado de moedas, o iene ampliou suas perdas para 1% após a Bloomberg News relatar que autoridades do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) têm pouca pressa para abandonar a última taxa de juros negativa do mundo, citando evidências insuficientes de que o crescimento salarial alimenta a inflação.

Os traders estão aguardando os dados de inflação nos Estados Unidos na terça-feira, a decisão de política monetária do Federal Reserve na quarta-feira e os números de vendas no varejo na quinta-feira. As decisões de juros do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE) se somam a um calendário já agitado.

PUBLICIDADE

4. Manchetes dos principais jornais

Estadão: Milei indica choque econômico doloroso para zerar déficit na Argentina

Folha de S. Paulo: Commodities fortalecem indústria, e Brasil vira ‘supermercado do mundo’

O Globo: Congresso: Haddad intensifica articulação para aprovar medidas que elevam receita em R$ 47 bi

Valor Econômico: Promoção de disputas judiciais falsas por advogados se multiplica

PUBLICIDADE

5. Agenda

Estados Unidos:

  • 12h: Índice de Tendência de Emprego
  • 13h: Expectativas de Inflação ao Consumidor
  • 13h30: Leilão Americano Note a 3 anos
  • 13h30: Leilão Americano Bill a 6 meses
  • 15h: Leilão Americano Note a 10 anos
  • 15h: Leilão Americano Bill a 3 meses

Zona do euro:

  • 17h10: Discurso de Elizabeth McCaul, membro do BCE

Leia também:

Quais as próximas ambições de Fernando Simões na Simpar, que controla JSL e Movida

Inflação de 15.000% na Argentina? Veja a reação de 5 economistas ao discurso de Milei

Mina da Braskem sofre rompimento em Alagoas, diz Defesa Civil

Tamires Vitorio

Jornalista formada pela FAPCOM, com experiência em mercados, economia, negócios e tecnologia. Foi repórter da EXAME e CNN e editora no Money Times.