Cinco coisas que você precisa saber para começar esta quinta-feira

Investidores reagem nesta quinta (7) à divulgação de dados econômicos na zona do euro. nos EUA e na China; por aqui, privatização da Sabesp fica no radar

Alemanha arrisca recessão na zona do euro
07 de Dezembro, 2023 | 08:53 AM

Bloomberg Línea — Os investidores monitoram nesta quinta-feira (7) a divulgação de índices econômicos como o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro, a balança comercial na China, bem como pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos.

Mais cedo, dados mostraram que a economia da zona do euro encolheu 0,1% no terceiro trimestre. O avanço de 0,2% no período anterior, no entanto, foi revisado para baixo para 0,1%.

Na China, houve uma contração surpreendente nas importações em novembro, em comparação com o mesmo período do ano anterior, impactado pela covid-19. Isso frustrou o otimismo de que a demanda doméstica se recupere.

Na cena corporativa, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou a privatização da Sabesp (SBSP3) por 62 votos a um.

PUBLICIDADE

Confira a seguir cinco destaques desta quinta-feira (7):

1. Privatização da Sabesp

O projeto da privatização da Sabesp, criado pelo governador Tarcísio de Freitas, foi aprovado na Alesp no final da noite de quarta-feira (6).

O texto segue agora para a sanção do governador, que tem 15 dias para decidir se irá ou não aprovar a lei. Em seu perfil no X (antigo Twitter), Freitas escreveu que “a coragem com que enfrentaram os ataques dos que não têm argumentos ajudará a construir um legado de universalização do saneamento, de despoluição de mananciais, de aumento da disponibilidade hídrica, de saúde para todos”.

PUBLICIDADE

A previsão da Sabesp é de que a empresa será desestatizada até o final do primeiro semestre de 2024.

2. Risco de recessão na zona do euro

A produção industrial na Alemanha e na Itália começou o último trimestre do ano mais fraca, depois que a França e a Espanha relataram resultados semelhantes, indicando uma possível recessão na região.

A produção na maior economia da Europa caiu 0,4% em outubro em relação ao mês anterior, atingindo o nível mais baixo desde agosto de 2020, de acordo com o escritório de estatísticas alemão.

Na Itália, a produção recuou 0,2% em relação a setembro. Embora o escopo de cada amostra estatística não seja totalmente comparável, a coincidência de uma desaceleração em ambas as economias, juntamente com resultados negativos na França e na Espanha na terça-feira, destaca como a fraqueza está surgindo nos dados concretos de toda a região.

3. Mercados

As ações europeias recuam nesta quinta-feira após perdas nas ações asiáticas, pressionadas pelos preços fracos do petróleo e preocupações com a economia da China.

Na Europa, o índice Stoxx 600 cedia 0,2% por volta das 8h50 (horário de Brasília), enquanto os futuros de ações dos EUA operavam estáveis. Na Ásia, as ações caíram de Hong Kong à China continental e Austrália, seguindo a terceira queda consecutiva do S&P 500.

Os rendimentos dos Treasuries subiram após a queda de quarta-feira, que levou os rendimentos do título de 10 anos para o nível mais baixo desde agosto.

PUBLICIDADE

4. Manchetes dos principais jornais

Estadão: Articulação antecipada de Tarcísio garante aprovação da privatização da Sabesp no 1º ano de governo

Folha de S. Paulo: Interesse em apostas supera o esperado pela Fazenda, que estima R$ 3 bi e corre por projeto

O Globo: Dino no STF, eleições e insatisfações pressionam Lula a fazer reforma ministerial; quem pode cair?

Valor Econômico: Fazenda prevê arrecadar R$ 10 bi com precatórios

PUBLICIDADE

5. Agenda

Estados Unidos:

  • 10h30: Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego
  • 13h30: Atlanta Fed GDPNow
  • 18h30: Balanço do Fed

Zona do euro:

  • 11h30: Discurso de Elderson, do BCE

Brasil:

  • 14h30: Fluxo Cambial Estrangeiro

Leia também:

Após cinco aquisições em 2023, Totvs mantém a aposta em M&A para crescer, diz CEO

Na Argentina, investidores se preparam para choque na taxa de câmbio com Milei

McDonald’s planeja expansão e quer chegar a 50.000 restaurantes até 2027

Tamires Vitorio

Jornalista formada pela FAPCOM, com experiência em mercados, economia, negócios e tecnologia. Foi repórter da EXAME e CNN e editora no Money Times.