Cinco coisas que você precisa saber para começar esta quarta-feira

Investidores monitoram divulgação de PIB e Livro Bege nos EUA; por aqui, mercado deve reagir à rejeição da Vibra da proposta de fusão com a Eneva

Caminhão e tanques da Vibra Energia
29 de Novembro, 2023 | 08:45 AM

Bloomberg Línea — Os investidores ficam de olho nesta quarta-feira (29) na divulgação de uma série de indicadores importantes, como o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos e o Livro Bege.

Por aqui, foi publicado mais cedo o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de novembro, que ficou abaixo do esperado por economistas do mercado financeiro.

No cenário corporativo, a Vibra (VBBR3) rejeitou a proposta de fusão feita pela Eneva (ENEV3) em fato relevante divulgado na terça-feira (28).

Confira a seguir cinco destaques desta quarta-feira (29):

PUBLICIDADE

1. Vibra rejeita proposta da Eneva

A Vibra rejeitou a proposta de fusão feita pela Eneva em fato relevante divulgado após o fechamento do mercado na terça. Para o conselho de administração da companhia, a fusão é “injustificável” e “não possui qualquer atratividade para os acionistas da Vibra”.

“Não entramos no mérito estratégico de uma possível fusão neste momento. Contudo, as potenciais sinergias indicadas na proposta precisam ser aprofundadas e foram, em grande medida, baseadas na solidez da nossa própria estrutura de capital e base única de clientes”, diz o documento.

2. IGP-M

Em novembro, o IGP-M acelerou para 0,59%, de 0,50% no mês passado. No acumulado do ano, o índice recua 3,89%, enquanto tem contração de 3,46% nos últimos 12 meses. Em novembro de 2022, o índice tinha registrado uma queda de 0,56% e acumulava alta de 5,90% nos 12 meses anteriores.

PUBLICIDADE

“No mês de novembro, observou-se um incremento substancial nos preços de commodities componentes do índice ao produtor. Destacam-se, os significativos aumentos no preço do farelo de soja, ascendendo de 0,51% para 5,41%, e no café em grão, que apresentou uma variação de -1,60% para 6,36%”, disse André Braz, Coordenador dos Índices de Preços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em comunicado divulgado à imprensa.

3. Mercados

As ações avançam nos mercados globais, enquanto os Treasuries ampliam o rali de novembro à medida que crescem as expectativas de que o Federal Reserve já concluiu seu aperto monetário e pode começar a reduzir as taxas de juros no próximo ano.

Os títulos estão subindo no ritmo mensal mais rápido desde 2008, à medida que a inflação continua a desacelerar e os funcionários do Fed adotam um tom mais dovish. O índice MSCI All Country World de ações subiu 8,7% até agora neste mês, o maior avanço desde novembro de 2020.

O índice Stoxx 600 da Europa subia 0,5% por volta das 8h45 (horário de Brasília), e os futuros de ações dos EUA apontavam para ganhos na abertura.

4. Manchetes dos principais jornais

Estadão: Ministro de Lula distribui 31 retransmissoras de TV para empresário do seu núcleo político

Folha de S. Paulo: Lula é aconselhado a acelerar sucessão de Dino na Justiça

O Globo: Lauro Jardim: Ministério da Justiça não será desmembrado para a criação da Segurança Pública

PUBLICIDADE

Valor Econômico: Empresas reduzem custos e garantem melhora no resultado do 3º trimestre

5. Agenda

Brasil:

  • 9h: IPP

Estados Unidos:

  • 10h30: PIB dos EUA
  • 10h30: Balança Comercial de Bens
  • 10h30: Nível de Estoques do Varejo excluindo Automóveis
  • 12h30: Estoques de Petróleo Bruto e em Cushing
  • 15h45: Discurso de Loretta Mester, membro do Fomc
  • 16h: Livro Bege

China:

  • 22h30: PMI Industrial
  • 22h30: PMI não-manufatura

-- Com informações da Bloomberg News

Leia também:

SYN avança na gestão de shopping e vai além do aluguel. Falta convencer o mercado

PUBLICIDADE

Charlie Munger, braço-direito de Buffett na Berkshire, morre aos 99 anos

Os planos do CEO destituído da GetNinjas após disputa com gestoras Reag e ARC

Tamires Vitorio

Jornalista formada pela FAPCOM, com experiência em mercados, economia, negócios e tecnologia. Foi repórter da EXAME e CNN e editora no Money Times.