Ações caem na Europa após mercado postergar apostas em cortes de juros nos EUA

Dados de atividade empresarial nos EUA mais fortes que o esperado levaram o mercado a precificar o primeiro corte de juros do Fed em dezembro, em vez de novembro

Estes são os eventos que orientam os investidores e movem os mercados hoje
24 de Maio, 2024 | 07:08 AM

Bloomberg Línea — As ações europeias recuam nesta sexta-feira (24), à medida que os traders adiam suas expectativas para o primeiro corte de juros do Federal Reserve.

O índice de referência Stoxx Europe 600, por exemplo, caía 0,5% por volta das 7h (horário de Brasília), a caminho de sua primeira retração semanal em três semanas, com ações de tecnologia e do setor financeiro liderando as quedas.

Os contratos futuros de ações dos EUA, por sua vez, subiam cerca de 0,2% no mesmo horário, após dados de atividade empresarial nos EUA mais fortes que o esperado, que provocaram a maior queda do índice S&P 500 neste mês.

Agora, os swaps precificam o primeiro corte de juros do Fed em dezembro, em vez de novembro.

PUBLICIDADE

A mudança colocou o dólar a caminho de seu maior ganho semanal desde o início de abril contra uma cesta de moedas, enquanto os rendimentos dos títulos do Tesouro americano de dois anos, mais sensíveis às taxas de juros, foram negociados perto das máximas de três semanas atingidas na quinta-feira (23).

Assine a newsletter matinal Breakfast, uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque em negócios e finanças no Brasil e no mundo.

🏢 Fim do home office? O Citigroup, o HSBC e o Barclays estão exigindo que mais funcionários trabalhem nos escritórios da empresa cinco dias por semana, dado que mudanças regulatórias tornam mais difícil para Wall Street permitir o trabalho remoto.

🚀 Valuation de US$ 200 bi. A SpaceX, de Elon Musk, está em discussões para a venda de ações existentes a um preço que poderia avaliar a empresa em cerca de US$ 200 bilhões, segundo pessoas familiarizadas com o assunto que falaram à Bloomberg News.

📉 Queda à vista? É preciso cautela em meio ao forte rali nos mercados globais de ações, segundo o estrategista Michael Hartnett, do BofA. Ele adotou um tom mais neutro em relação às ações este ano. Em 2023, ele foi amplamente pessimista, mesmo com o S&P 500 subindo 24%.

(Com informações de Bloomberg News)

🗓️ AGENDA: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Breakfast 24-5-24dfd
🔘 As bolsas ontem (23/05): Dow Jones Industrials (-1,53%), S&P 500 (-0,74%), Nasdaq (-0,39%), Stoxx 600 (+0,07%), Ibovespa (-0,73%)
Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.