Mercedes-Benz aposta em nova geração do AMG GT no segmento de esportivos

AMG GT 63 apresentado nesta semana vem com 577 cavalos no mesmo segmento de modelos como o Porsche 911 Turbo; preços ainda não foram informados pela marca alemã

Novo modelo Mercedes-AMG GT 63 4MATIC+: montadora voltou a priorizar modelos mais sofisticados e caros (Foto: Divulgação)
Por Hannah Elliott
19 de Agosto, 2023 | 09:00 AM

Bloomberg — A Mercedes-Benz revelou a segunda geração de seu principal carro esportivo nesta sexta-feira (18) em Carmel, na Califórnia. O cupê AMG GT 2024 vem em duas variantes, um AMG GT 63 de 577 cavalos e um AMG GT 55 de 469 cavalos.

O GT 63 atingirá 60 mph (perto de 100 km/h) em 3,1 segundos e uma velocidade máxima de 196 mph (cerca de 315 km/h). O modelo GT 55 atinge essa velocidade em 3,8 segundos com uma velocidade máxima de 183 mph (cerca de 294 km/h).

O preço de cada carro será anunciado posteriormente; o veículo da geração anterior começou em aproximadamente US$ 120.000.

O cupê substitui uma geração de AMG GTs que emocionou os clientes com variantes como o AMG GT R. O novo GT usa uma versão atualizada do mesmo motor V-8 de 4,0 litros dos modelos anteriores; o novo motor também alimenta um Mercedes-AMG SL que a empresa reintroduziu no ano passado.

PUBLICIDADE

A mais significativa entre as mudanças para o novo modelo é o design de assento 2+2 opcional, que permite espaço para dois passageiros adicionais - se forem pequenos o suficiente para caber nos assentos traseiros apertados (em um comunicado à imprensa, a empresa recomendou que eles tivessem “menos de um metro e meio de altura”).

O carro também vem com nova tração nas quatro rodas com desempenho AMG e um spoiler traseiro retrátil que se integra à tampa do porta-malas. Em velocidades superiores a 50 mph (cerca de 80 km/h), o spoiler pode assumir automaticamente cinco ângulos diferentes para otimizar o manuseio e reduzir o arrasto.

Uma nova suspensão de controle de direção com estabilização de rolagem e direção do eixo traseiro vem de fábrica.

Novo modelo Mercedes-AMG GT 63 4MATIC+, apresentado em 18 de agosto de 2023 pela marca alemã (Foto: Divulgação)dfd

A Mercedes não liberou a informação sobre o peso do carro, mas, com seus assentos adicionais, tração nas quatro rodas, direção traseira e transmissão de nove marchas, provavelmente pesa mais do que seu antecessor de 3.600 libras (1.633 quilos).

A estreia vem logo após um ano triunfante para a marca alemã. Depois de declarar em 2022 que atenderia a clientes mais ricos ao eliminar alguns de seus modelos básicos, a Mercedes está retornando resultados positivos. Segundo análise da Bloomberg Intelligence, o preço médio de venda de um Mercedes é cerca de 40% maior do que em 2019.

Com entrega prevista para o primeiro semestre de 2024, o AMG GT competirá de perto com carros como o mais onipresente Porsche 911 Turbo, um cupê de US$ 197.200 que tem 572 cv e atinge 60 mph (perto de 100 km/h) em 2,7 segundos.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Intrigas, traições e nazismo: as origens da família fundadora da Porsche

Os 10 carros mais caros do Brasil: mercado de luxo à prova de recessão

No maior mercado de carro elétrico, dois vencedores e centenas de perdedores