Bitcoin ameniza ganhos à espera de decisão da SEC sobre ETF de cripto nos EUA

Criptomoeda superou o patamar dos US$ 47 mil na segunda-feira (8), enquanto investidores esperam decisão do regulador sobre aprovação do ETF até amanhã (10)

Cripto subia cerca de 4% nesta terça; nos últimos 12 meses alta é de 172%
Por Olga Kharif - Hannah Miller
09 de Janeiro, 2024 | 09:10 AM

Bloomberg — O bitcoin (BTC) amenizou os ganhos nesta terça-feira (9) após superar os US$ 47.000 no dia anterior, em meio a apostas de que os Estados Unidos lançarão em breve os primeiros fundos de índice (ETFs) com exposição direta à criptomoeda do país.

O token subia 3,96%, a US$ 46.718, por volta das 9h (horário de Brasília) nesta terça, após ganhos de 6,5% na segunda-feira (8). Seu avanço neste início do ano está agora em 10%, em contraste com as quedas no mesmo período em ações e ouro. O mercado de criptomoedas espera a aprovação dos ETFs de bitcoin dos EUA até 10 de janeiro.

Possíveis emissores, como BlackRock, Fidelity e Ark Investment Management, atualizaram documentos junto à Comissão de Valores Mobiliários e Câmbio dos EUA, a SEC, e o regulador tem até quarta-feira (10) para tomar medidas em pelo menos um dos pedidos.

Os traders estão apostando que a agência anunciará uma série de decisões de uma só vez para evitar conceder uma vantagem ao primeiro a se mover.

PUBLICIDADE

Se os ETFs forem aprovados, a próxima pergunta é quanto dinheiro eles atrairão. O bitcoin subiu 172% nos últimos 12 meses, indicando que os traders esperam uma maior adoção do token digital por investidores tradicionais por meio dos ETFs.

“Os participantes parecem estar começando a pensar que os fluxos iniciais ultrapassarão as expectativas”, disse Kyle Doane, um trader da Arca.

Os requerentes alteraram os formulários na segunda-feira nos EUA em um último esforço para oferecer produtos de ETF de bitcoin mais de uma década após a primeira tentativa.

PUBLICIDADE
  Bitcoin alcançou os US$ 47 mil com expectativa de aprovação de 1º ETF atrelado à cripto nos EUA. Fonte: Bloombergdfd

O presidente da SEC, Gary Gensler, argumentou repetidamente que a criptomoeda está repleta de fraudes e má conduta. A agência reprimiu o setor após uma queda de mercado em 2022 e colapsos, como a quebra da exchange FTX de Sam Bankman-Fried.

Mas a SEC perdeu no ano passado uma importante batalha legal contra a empresa de gestão de ativos cripto Grayscale Investments, o que levanta especulações de que o regulador terá que ceder aos ETFs de bitcoin.

Críticos do ETF

Críticos argumentam que os produtos representam um risco para os investidores, uma vez que os ativos digitais são conhecidos por sua volatilidade e por atrair atividades ilícitas.

“O que vai acontecer, infelizmente, é que muitos americanos vão se machucar financeiramente”, disse Dennis Kelleher, CEO da ONG de reforma financeira Better Markets.

A alta no Bitcoin impulsionou o mercado de ativos digitais de forma geral, fortalecendo tokens menores como solana (SOL) e cardano (ADA).

Ações atreladas ao setor de criptomoedas nos EUA em sua maioria subiram na segunda-feira, preparando o terreno para pares asiáticos, como o Grupo Monex, do Japão, e a Woori Technology Investment, na Coreia do Sul.

Risco de Retrocesso

Alguns analistas de criptomoedas se perguntam se o bitcoin está propenso a uma reversão quando a aprovação da SEC finalmente acontecer, uma vez que os especuladores podem decidir embolsar parte dos lucros com a alta do token.

PUBLICIDADE

Neste momento, não há “sinais” de um evento chamado “vender a notícia”, escreveu Chris Weston, chefe de pesquisa da Pepperstone Group, em uma nota. Com base em padrões gráficos, o nível de US$ 51.000 é um possível alvo antes de qualquer reversão, segundo Tony Sycamore, analista de mercado da IG Australia Pty.

Olhando além das oscilações de preço de curto prazo, “o principal resultado da aprovação do ETF à vista de bitcoin será a máquina de marketing por trás de uma maior conscientização sobre a moeda, alimentada por alguns dos maiores nomes das finanças tradicionais”, escreveu Noelle Acheso, autora da newsletter “Crypto is Macro Now”.

-- Com a colaboração de Sunil Jagtiani.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também:

Após ano de cautela, IA alimenta demanda por equipamentos, diz presidente da Dell

Como o plano de retomada da Boeing em 2024 sofreu um revés em cinco dias