Louis Dreyfus compra Cacique, empresa líder de exportação de café solúvel

Trading global de commodities de origem francesa adquire grupo brasileiro fundado em Londrina, no interior do Paraná, por valor não revelado

Sede do grupo de café Cacique em Londrina, no interior do Paraná (Foto: Reprodução)
Por Archie Hunter
26 de Março, 2024 | 03:02 PM

Bloomberg — A Louis Dreyfus Company (LDC) concordou em comprar a maior exportadora de café solúvel do Brasil, o mais recente exemplo de traders de commodities que investem lucros recordes em ativos de produção.

A LDC assinou um acordo vinculativo para comprar 100% das ações da Cia Cacique de Café Solúvel, conforme anunciado em comunicado de imprensa na terça-feira (26). Os valores não foram revelados.

É o segundo grande negócio de venda de operações de café no Brasil para um grupo estrangeiro em menos de um ano.

Em julho passado, a JDE Peet’s, empresa americana-holandesa que no Brasil é dona das marcas Café Pelé, Pilão e Café do Ponto, acertou acordo para comprar os negócios de café e chá do Grupo Maratá, do empresário sergipano José Augusto Vieira. O negócio impulsiona o foco em mercados emergentes do segundo maior produtor de café do mundo.

PUBLICIDADE

O acordo anunciado hoje, por sua vez, posiciona a francesa LDC “entre os maiores produtores de café solúvel do mundo”, disse o CEO Michael Gelchie. É o segundo investimento recente da empresa em café, depois de iniciar uma planta de café solúvel em joint venture no Vietnã em setembro passado.

As tradings globais de commodities estão gastando grandes quantias dos enormes lucros que geraram nos últimos anos em ativos que consolidam posições de produção ou vendas, ajudando-as a garantir margens mais altas nos próximos anos.

Os lucros da LDC ultrapassaram US$ 1 bilhão em 2023, beneficiando-se da volatilidade nos mercados físicos e derivativos agrícolas.

PUBLICIDADE

A Cacique atua em mais de 70 países e possui dois ativos de produção no Brasil - em Londrina, no Paraná, e Linhares, no Espírito Santo. A aquisição complementa “as operações de merchandising de café verde existentes no país”, disse Ben Clarkson, head global de café da LDC.

A primeira planta industrial foi fundada em 1959 pelo empresário Horácio Sabino Coimbra. A operação em si do Cacique aconteceu em 1966, segundo informações no site da companhia.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Nespresso vê retomada de escritórios e mira os millennials, diz head no Brasil

Empresa dona dos cafés Pelé, Pilão e Peet’s compra a marca Maratá, de Sergipe