Gigante global abre escritório em Miami para atender ultrarricos latinos

Escritório do Vanguard Group, que começará com cerca de 30 clientes, atenderá exclusivamente a intermediários financeiros, como corretoras e family offices

Juan Hernndez, diretor geral da Vanguard Latin America
Por Andrea Navarro
26 de Outubro, 2023 | 12:25 PM

Bloomberg — O Vanguard Group, a segunda maior gestora de ativos do mundo, planeja abrir um novo escritório em Miami para atender a clientes da América Latina que desejam mover parte ou a totalidade de seu patrimônio para o exterior.

A empresa alugará um escritório em 2024 na cidade, enquanto continuará o restante deste ano com uma combinação de espaço compartilhado e trabalho remoto para as duas pessoas que já lideram as operações de Miami, disse Juan Hernandez, chefe do Vanguard para a América Latina, em entrevista à Bloomberg News na Cidade do México.

Historicamente, os latino-americanos ricos mantiveram alguns ativos em seus países de origem e outros no exterior como parte de uma estratégia de diversificação contra a volatilidade política e econômica, disse Hernandez.

LEIA +
Opportunity aposta no boom do mercado imobiliário de Miami

Mas a possibilidade de manter dinheiro no exterior costumava ser restrita aos indivíduos mais ricos, que muitas vezes tinham contas em lugares como a Suíça, disse ele.

PUBLICIDADE

“Nos últimos anos, vimos os Estados Unidos se posicionar muito bem”, afirmou Hernandez. “Houve algumas mudanças regulatórias que tornaram as coisas mais fáceis do ponto de vista fiscal para contas de não residentes e a tecnologia permitiu que intermediários oferecessem contas a indivíduos com fortunas menores.”

O negócio da Vanguard em Miami atenderá exclusivamente a intermediários financeiros, como corretoras, family offices e assessores que trabalham em nome de indivíduos, disse Hernandez. Ele estima que o escritório começará com cerca de 30 clientes, cada um com cerca de US$ 10 milhões a US$ 50 milhões.

Miami “está se tornando o centro de gestão de patrimônio para a América Latina”, disse ele, seguido por Houston e Nova York. Hernandez espera que o escritório de Miami cresça para uma equipe de 10 pessoas a curto prazo.

PUBLICIDADE

‘Hub’ de wealth

A Vanguard gerencia mais de US$ 7,6 trilhões em ativos globalmente, com a América Latina representando cerca de US$ 50 bilhões desse total, afirmou Hernandez. Seus negócios na região estão divididos igualmente entre investidores institucionais e intermediários.

“O México é o nosso mercado mais importante, seguido por um negócio institucional muito forte no Chile, Colômbia e Peru”, disse Hernandez.

Embora muitos investidores mexicanos coloquem seu dinheiro em títulos do governo conhecidos como “Cetes”, que rendem cerca de 11%, o foco da Vanguard em investimentos de longo prazo para clientes institucionais significa que a empresa cresceu “consideravelmente” este ano, disse ele.

A empresa trabalha com todos os principais fundos de pensão no México, conhecidos como Afores.

“Adoraríamos que o mercado de ações mexicano fosse maior e mais dinâmico”, disse ele. “Somos um player importante como compradores e adoraríamos participar ainda mais.”

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

PUBLICIDADE

Morgan Stanley terá Ted Pick como novo CEO para substituir James Gorman

De CFO a RI: quais são os cargos com os maiores salários na área de finanças