Efeito Messi: conquista da Copa valoriza passe de 3 promessas da Argentina

Julián Álvarez, Enzo Fernández e Alexis Mac Allister chegaram ao Catar como reservas e acabaram como estrelas, e serão mais procurados após isso

As três jovens estrelas, Álvarez, Fernández e Mac Allister, foram fundamentais na equipe
Por Mariano Espina (BR)
20 de Dezembro, 2022 | 02:33 PM

Leia esta notícia em

Espanhol

Buenos Aires — Após a vitória na Copa do Mundo, que chegou a gerar um feriado na Argentina para receber os jogadores retornando para casa nesta terça-feira (20), três jovens craques que chegaram ao Catar como reservas voltarão ao seu país natal mais visados. Ainda que os gols de Lionel Messi tenham chamado atenção, o mundial marcou o destaque de Julián Álvarez, Enzo Fernández e Alexis Mac Allister, que chegaram recentemente à equipe. Seus passes serão ainda mais valorizados a partir desta semana.

Álvarez, aos 22 anos e Fernández, de 21, continuaram no futebol argentino (no River Plate) até seis meses atrás, e hoje ambos desenvolvem suas carreiras na Europa (Manchester City e Benfica, respectivamente). Allister, de 23, por sua vez, já está em sua terceira temporada no Brighton & Hove na Premier League.

No entanto, o valor de mercado que os três jogadores representavam antes da Copa do Mundo terá uma valorização após o excelente desempenho no Catar e provavelmente será difícil, nos casos de Fernández e Mac Allister, para suas equipes atuais mantê-los.

Vitrine do futebol

A vitrine que representa uma Copa do Mundo não é nenhuma novidade. Em 2018, por exemplo, a Copa da Rússia serviu bem para os jogadores locais, o que representou um salto significativo em seus preços.

PUBLICIDADE

O valor total da cotação dos jogadores na liga no mês anterior ao Mundial foi de 762,66 milhões de euros e após o torneio, esse número saltou 44%, segundo o livro Rusia y la copa del mundo 2018, editado por Ricardo Arnold.

Julián Álvarez

O atacante nascido em Calchín, província de Córdoba, e formado pelo River Plate, foi uma das apostas de Lionel Scaloni, que já o convocou várias vezes, e fez parte do elenco campeão da Copa América de 2021.

Naquele ano, sua transferência para o Manchester City foi concluída sob elogios do treinador, Pep Guardiola, enquanto o atleta vinha ganhando minutos no título da Premier League. Ele saiu do banco de reservas para substituir o artilheiro do momento, Erling Haaland.

Atleta do Manchester City virou camisa 9 na seleção e marcou 4 gols no Mundialdfd

Antes da Copa do Mundo, seu valor de mercado era de 32,96 milhões de euros, segundo o portal especializado Transfermarkt. O valor informado para a transferência do River Plate para o Manchester City foi de 21,41 milhões de euros, segundo a mídia esportiva TyC Sports. Não está nos objetivos do City vender o jogador argentino.

Alvarez entrou no lugar de Lautaro Martínez do banco reserva nas duas primeiras partidas da Copa do Mundo. Contra a Polônia, já começou como titular, assim como nas demais partidas do Mundial, somando quatro gols.

Enzo Fernández

No domingo (18), ele ergueu também a taça de melhor jovem jogador do Catar 2022. E há apenas algumas semanas, sua presença no Mundial ainda não estava confirmada. O crescimento de Fernández foi tão vertical quanto surpreendente.

Em junho de 2021, ele voltou ao River Plate após ser emprestado ao humilde, mas competitivo, Defensa y Justicia, clube argentino da cidade de Florencio Varela, da Província de Buenos Aires. Passou um ano sob as ordens de Marcelo Gallardo e junto com Álvarez conquistaram o primeiro e único campeonato local do ciclo “Muñeco”.

PUBLICIDADE

Um ano depois, o River Plate vendeu o atleta por 10 milhões de euros ao Benfica. Em poucos dias, ele conseguiu se firmar como titular de uma equipa que teve uma participação destacada nos grupos da Liga dos Campeões: conquistou o primeiro lugar na zona que dividia com PSG (segundo), Juventus e Maccabi Haifa.

Jogador de 21 anos do Benfica ganhou prêmio de melhor jovem atleta da Copa do Catardfd

Antes da Copa do Mundo, seu valor de mercado de acordo com o Transfermarkt era de 36,05 milhões de euros. Entre os clubes que o estão sondando, aparecem os poderosos Real Madrid e Liverpool. O clube português estabeleceu uma cláusula de rescisão para Fernández de 120 milhões de euros, conforme relatado por Olé e Tyc Sports.

Fernández começou esta Copa do Mundo como reserva, entrando nos dois primeiros jogos e marcando um gol contra o México. Contra a Polônia, ele já se tornou o meio-campista titular de Scaloni até o final do torneio.

Alexis Mac Allister

Filho do ex-jogador de futebol Carlos Mac Allister, Alexis começou sua carreira no Argentinos Juniors (clube do qual também surgiram Diego Armando Maradona e Juan Román Riquelme), junto com seus irmãos Kevin e Francis.

O clube vendeu o atleta para Brighton & Hove da Premier League por 8 milhões de euros. A seleção inglesa o emprestou primeiro ao Argentinos e depois ao Boca Juniors, onde trabalhou por seis meses, e depois, em janeiro de 2020, partiu para o futebol inglês.

Destaque no sistema ofensivo de Scaloni, teve uma assistência a Di María na final e marcou contra a Polôniadfd

Antes da Copa, o preço de mercado do meia-atacante era de 32,960 milhões de euros. Alexis Macallister foi convocado várias vezes após a Copa América de 2021 por Scaloni para cobrir o meio-campo ofensivo.

A lesão de Giovani Lo Celso aumentou suas chances de ir à Copa do Mundo. Ele começou no banco de reservas e já contra o México, no segundo jogo, conquistou a titularidade. O jogador marcou um gol e foi o protagonista com uma assistência para Ángel di María na final contra a França no domingo.

Leia também

Messi vira ‘problema’ para Adidas no mundo com camisas esgotadas. Menos no Brasil

Copa do Mundo do Catar: 5 fatos marcantes para lembrar do torneio

Mariano Espina

Mariano Espina (BR)

Jornalista argentino com especialização em política. Anteriormente, trabalhou nas redações do jornal El Economista e do portal Data Clave. Graduado em jornalismo pela Universidade de El Salvador.