Credit Suisse considera vender unidade de gestão nos EUA, segundo fontes

Banco suíço está finalizando plano para levantar capital a fim de estancar perdas derivadas de operações como no braço de investimentos

Credit Suisse deve apresentar na última semana de outubro o seu plano de reestruturação diante da crise que atravessa
Por Matthew Monks e Jan-Henrik Förster
17 de Outubro, 2022 | 03:41 PM

Bloomberg — O Credit Suisse (CS) está considerando a venda de seu negócio de gestão de ativos nos Estados Unidos, segundo pessoas familiarizadas com o assunto disseram à Bloomberg News.

O banco suíço iniciou recentemente um processo de venda das operações americanas da Credit Suisse Asset Management, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque o assunto não é público.

LEIA +
Credit Suisse avalia vender área de wealth LatAm, mas manterá a do Brasil

A unidade, que inclui uma plataforma para investimento em empréstimos com colateral (garantia), deve atrair o interesse de empresas de private equity, disseram as pessoas. Nenhuma decisão final foi tomada e o Credit Suisse pode optar por manter a unidade, disseram as pessoas.

Um representante do Credit Suisse, com sede em Zurique, não quis comentar.

PUBLICIDADE

A venda potencial ocorre enquanto o Credit Suisse se prepara para revelar um plano de reestruturação a investidores na próxima semana, dado que o banco procura simplificar suas operações e estancar escândalos e perdas.

O CS também está em processo de venda de seu negócio de produtos securitizados, que atraiu o interesse de partes como Mizuho Financial e Apollo Global Management Inc., informou a Bloomberg News.

Centerbridge Partners, Pimco e Sixth Street também estão entre os potenciais licitantes, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

PUBLICIDADE

As ações do Credit Suisse caíram mais de 48% neste ano, o que atribui um valor de mercado de cerca de US$ 12 bilhões de francos suíços (US$ 12 bilhões). Isso é mais do que o dobro do declínio de 23% do KBW Bank Index, que serve de benchmark para as ações do setor bancário.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Credit Suisse negocia com outros bancos em plano para levantar capital

Investidores apostam contra Credit Suisse por desconfiança antes de revisão estratégica