Os líderes das empresas de tech entre os 500 mais influentes da América Latina

Compilado inclui líderes que ganharam relevância em seus setores na região, seja em empresas grandes e já consolidadas como em startups

Metaverso
24 de Setembro, 2022 | 01:04 PM

Bloomberg Línea — A Bloomberg Línea divulgou na última segunda-feira (19) a lista das 500 personalidades mais influentes da América Latina de 2022. Entre os nomes estão CEOs, fundadores, empresários, artistas e líderes sociais que estão ajudando a dinamizar a região em diferentes setores, e cuja influência tem mostrado um impacto crucial.

Ao todo, 36 líderes do setor de tecnologia ganharam destaque na lista, sendo que, destes, 17 são brasileiros ou atuam no Brasil, como Elisabeta Zenatti, vice-presidente de conteúdo da Netflix (NFLX) no Brasil, Claudia Woods, CEO para América Latina da WeWork, Kim Farrell, que é americana e head de operações e marketing do TikTok na América Latina, e Gilberto Mautner, um dos sócios-fundadores da Locaweb (LWSA3).

A lista inclui ainda Karen Santos, CEO e cofundadora do UX para Minas Pretas, Gina Gotthilf, cofundadora da Latitud, Jorge Luiz de Freitas, presidente do conselho de administração da Intelbras e Mariana Dias, CEO e cofundadora da Gupy.

Todas as personalidades listadas são responsáveis por traçar um caminho rumo à recuperação da economia, e são exemplos de resiliência em fazer acontecer na região.

PUBLICIDADE

Líderes de países como Argentina, Cuba, México, Costa Rica, Uruguai, Colômbia e Venezuela também ganharam relevância, como Ricardo Villadiego, da Lumu, Simón Borrero, Felipe Villamarín e Sebastián Mejía, cofundadores da Rappi, Marcos Galperín, fundador do Mercado Livre, Ileana Rojas, gerente geral da Intel, e Adriana Noreña, vice-presidente do Google (GOOG) Spanish Speaking na América Latina.

Confira um resumo sobre quem são e o que fazem alguns dos líderes que estão causando impacto na região e foram incluídos na lista dos 500 da América Latina da Bloomberg Línea:

Veja a lista das pessoas mais influentes da América Latina

Guilherme Horn

Guilherme Horn é o diretor do WhatsApp no Brasil, um cargo criado em março de 2022. Tem mais de 30 anos de experiência como executivo, empresário e investidor e é especialista em inovação na América Latina pelo MIT. O WhatsApp tem cerca de 120 milhões de usuários no Brasil e está instalado em 56% dos smartphones no país, conforme pesquisa do Mobile Time. O objetivo de Horn é transformar o app em uma fonte recorrente de receita, principalmente como plataforma de pagamentos.

PUBLICIDADE

Eduardo Saverin

Eduardo Saverin, um dos confudadores do Facebook (META), é o segundo brasileiro mais rico do mundo, segundo a revista Forbes, com uma fortuna avaliada em US$ 10,6 bilhões. Saverin se formou em Harvard, local em que conheceu Mark Zuckerberg e os demais cofundadores do Facebook, em 2004. Desde 2015, em sociedade com Raj Ganguly, ele atua na B Capital Group, empresa de investimento global focada em parcerias com empreendedores.

Cristina Palmaka

Cristina Palmaka foi por seis anos a CEO da SAP no Brasil, empresa global de softwares para gerenciamento de negócios, até se tornar a líder da companhia em toda a América Latina e Caribe, em 2020. A SAP Brasil tem cerca de 15 mil clientes e uma rede com mais de 400 parceiros de negócios. A carreira de Palmaka sempre foi focada em tecnologia, iniciando na Philips em 1984 e passando por outras companhias como HP e Microsoft.

Fiamma Zarife

Fiamma Zarife é diretora-geral do Twitter (TWTR) no Brasil, com mais de sete anos na empresa. Formada em comunicação pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), além de outras especializações, Zarife tem passagens por grandes empresas como Tim, Oi, Claro e Samsung. Além da liderança na rede social, ela também atua como conselheira da Americanas, Bemobi e Valid. Em 2020, ganhou o prêmio Caboré, na categoria Dirigente da Indústria da Comunicação.

Fábio Coelho

Fábio Coelho é presidente do Google Brasil desde 2011 e VP do Google (GOOG). Sob seu comando, a gigante de tecnologia, que tem produtos acessados por milhões de brasileiros, como a ferramenta de busca, o Gmail e o YouTube, tem ampliado investimentos em políticas de inclusão e aumento da diversidade e de apoio a veículos de mídia. Coelho já foi VP de marketing no Citibank Brasil e presidente da AT&T Intelliventures. De 2009 até 2011, Coelho foi presidente do portal iG.

As 500 pessoas que movem os negócios e a economia da América Latina

Tânia Cosentino

Tânia Cosentino é presidente da Microsoft (MSFT) Brasil desde 2019. Em 2017, foi uma das três mulheres – e a única latino-americana – a ser reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) por seus trabalhos à frente da sustentabilidade. Antes da Microsoft Brasil, Cosentino trabalhou por 19 anos na Schneider Electric, dos quais 10 anos atuou como presidente da unidade brasileira e da América do Sul.

Silvia Penna

CEO da Uber (UBER) desde 2021, Silvia Penna já trabalhava na líder global em aplicativo de transporte por cinco anos antes de assumir o comando, em cargos como gerente de logística e operação e head da empresa em São Paulo e região Sul. Penna é formada em engenharia civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Antes da Uber, passou por outras empresas, como a OR (ex-Odebrecht Realizações).

Monique Oliveira

Monique Oliveira é cofundadora da Movile, empresa proprietária do unicórnio iFood, que recentemente foi avaliado em US$ 5,4 bilhões – o segundo maior da América Latina. Oliveira, que começou a transição em 2017, é uma das poucas mulheres trans em cargo de liderança no Brasil. Hoje, ela é sócia-fundadora da empresa de inteligência artificial CyberLabs.

PUBLICIDADE

Tijana Jankovic

Tijana Jankovic é, desde agosto de 2021, a CEO no Brasil da Rappi, o aplicativo colombiano de entregas e um dos maiores unicórnios da América Latina. Jankovic nasceu na Sérvia e mora no Brasil há oito anos, dois deles trabalhando na companhia. Tem passagens por empresas como Google e Uber. Ela é formada em Economia Internacional pela Università Bocconi, de Milão, na Itália, e é mestre em Matemática Aplicada pela London School of Economics (LSE).

A lista dos 500 da Bloomberg Línea mostra que países da América Latina estão liderando iniciativas inovadoras no setor de tecnologia. Se quiser ver todas os líderes em destaque, confira a lista completa aqui.

Leia também

Conheça as mulheres na lista dos 500 mais influentes da América Latina

Melina Flynn

Melina Flynn é jornalista naturalizada brasileira, estudou Artes Cênicas e Comunicação Social, e passou por veículos como G1, RBS TV e TC, plataforma de inteligência de mercado, onde se especializou em política e economia, e hoje coordena a operação multimídia da Bloomberg Linea no Brasil.