Startups

Rodadas da semana: as startups que captaram early-stage na América Latina

Especialistas em capital de risco já alertavam que investidores serão mais cautelosos, mas esta semana eles apostaram no Bankme, Medu Protection, Menta e Efinti

VCs estão mais seletivos, mas rodadas continuam acontecendo na América Latina.
03 de Setembro, 2022 | 07:07 AM

Leia esta notícia em

Inglês ou emEspanhol

Bloomberg Línea — Bem-vindo às rodadas da semana. Algumas startups estão desafiando a crise do capital de risco. É o caso da Bankme, Medu Protection, Menta e Efinti, que anunciaram esta semana que fecharam rodadas de estágio inicial.

Especialistas em venture capital já haviam alertado que os investidores serão mais cautelosos e apostarão apenas nos melhores modelos de negócios, com rodadas que estão mais espaçadas e demorando mais na negociação e termos do que nos últimos dois anos.

Recentemente, a Associação para Investimento em Capital Privado na América Latina (LAVCA) divulgou a queda de 19,4% dos investimentos em venture capital no primeiro semestre deste ano na América Latina. Nos primeiros seis meses de 2022 foram US$ 5,4 bilhões investidos, contra US$ 6,7 bilhões no mesmo período de 2021.

LEIA +
VC americano lidera rodada em fintech brasileira e quer investir mais no país

As estimativas do Transactional Track Record (TTR) indicam que US$ 2,4 bilhões foram investidos no segundo trimestre de 2022 ante os US$ 5,3 bilhões investidos no mesmo período em 2021, um ano recorde para investimentos. A queda é de 54,7%.

PUBLICIDADE

Segundo especialistas, o capital será menor, mais seletivo e será investido em startups cujos modelos de negócios tenham oportunidades reais de escala. Essas são as startups que levantaram capital na América Latina nesta semana:

Menta

A fintech argentina construiu uma infraestrutura que permite que qualquer empresa com uma ampla rede de negócios ofereça sua própria solução de cobrança de pagamentos adaptada às suas necessidades. Recentemente, a empresa recebeu uma rodada pré-seed de US$ 1,7 milhão, capital que usará para chegar ao México e depois desembarcar em outros países da América Latina, consolidando assim seu crescimento regional.

A Menta visa a inclusão financeira das empresas, capacitando empresas B2B, ou seja, aquelas que fornecem produtos ou serviços para empresas.

PUBLICIDADE

Bankme

A fintech paranaense Bankme levantou R$ 5,5 milhões em uma rodada liderada pelo investidor de early-stage brasileiro DOMO Invest. O Bankme permite que empresas forneçam crédito mais barato e acessível aos seus clientes e tem como clientes varejistas da região de Londrina, cidade onde tem seu escritório.

MEDU Protection

Fundada pela mexicana Tamara Chayo, a MEDU Protection conseguiu fechar uma rodada de US$ 4 milhões liderada pela MaC Venture Capital. Chayo, de 22 anos, conseguiu criar um tecido durável para confeccionar roupas médicas.

Com sua solução, a startup mexicana espera reduzir a contaminação deixada pelo lixo hospitalar.

Efinti

A Efinti, fintech de Barranquilla, na Colômbia, é uma ferramenta para pequenas e médias empresas acessarem opções de financiamento digital. Nesta semana, a startup fechou uma rodada de US$ 1 milhão, com a participação de empresas como Inversiones Andamas; alguns investidores anjo; o CEO da Blumer, Ernesto Ruiz; um dos cofundadores da Cobru, Franco Niebles e Acelera Latam.

A Efinti foi fundada em 2019 pelos empresários colombianos Andrés Tobón e Alejandra Gaviria, que planejam expandir seu serviço para PMEs (pequenas e médias empresas) que, devido ao seu curto período no mercado, têm maior dificuldade em acessar capital de métodos tradicionais.

Leia também:

SoftBank vai cortar até 20% da equipe do Vision Fund, que supervisiona investimentos na América Latina

Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups

Yanin Alfaro (BR)

Yanin Alfaro (BR)

Jornalista com experiência em startups e tecnologia