Mercados

Ibovespa descola de NY e sobe com commodities; dólar vai abaixo de R$ 5,20

After Hours: Mercados seguiram repercutindo a decisão do Copom desta semana, bem como os dados de emprego nos EUA divulgados pela manhã

BL-Newsletter-After-Hours-Banner
05 de Agosto, 2022 | 06:00 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) encerrou o pregão desta sexta-feira (5) em alta de 0,55%, aos 106.471 pontos, destoando da maioria das bolsas globais, que caíram diante das expectativas de um aperto mais agressivo do Federal Reserve. Na semana, o índice avançou 3,21%.

O otimismo da Bolsa brasileira foi sustentado pela expectativa de que o fim do ciclo de alta da taxa Selic se aproxima. Na quarta (3), o Banco Central elevou a taxa básica para 13,75% ao ano e deixou a porta aberta para um novo aumento de menor magnitude na próxima reunião.

A Bolsa também foi puxada nesta sexta por empresas ligadas às commodities, com PetroRio (PRIO3) e 3R Petroleum (RRRP3), que subiram 3,08% e 2,82%, respectivamente.

O movimento do Ibovespa nesta sexta foi contrário ao apresentado na Europa e em Wall Street, nos índices S&P 500 e Nasdaq, que caíram repercutindo os dados do Payroll acima do esperado. Em julho, os Estados Unidos criaram 528 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola, acima das 250 mil vagas estimadas por economistas consultados pela Bloomberg News.

PUBLICIDADE

O forte relatório de emprego valida a visão do Fed de uma economia resiliente que pode suportar aumentos adicionais das taxas de juros. Os traders devem agora recalibrar as expectativas para a política do Fed, com uma alta de 0,25 ponto percentual esperada para a próxima reunião, em setembro.

Destaque ainda para o dólar, que recuou cerca de 1%, fechando a semana abaixo de R$ 5,20.

Confira como fecharam os mercados nesta sexta-feira (5):

-- Com informações de Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também

Por que o Bradesco está preocupado com o fenômeno ‘Pejotinha’?

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDADE