Mercados

Minério cai pelo quinto dia com queda na produção chinesa de aço

Ingrediente siderúrgico já caiu mais de 10% em Singapura desde a última quinta-feira, em meio à crescente crise imobiliária e desaceleração do crescimento na China

Embora uma recente melhora nos lucros das usinas tenha estimulado a retomada gradual de algumas operações
Por Liz Ng
04 de Agosto, 2022 | 08:53 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A queda do minério de ferro se estendeu pelo quinto dia consecutivo com uma contração na produção chinesa de aço que piora as perspectivas de demanda.

O ingrediente siderúrgico já caiu mais de 10% em Singapura desde a última quinta-feira, em meio à crescente crise imobiliária e desaceleração do crescimento na China. A produção de aço no final de julho caiu 7,3% em relação ao meio do mês, e foi 10,3% menor do que no mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados mais recentes da China Iron & Steel Association.

Embora uma recente melhora nos lucros das usinas tenha estimulado a retomada gradual de algumas operações, a demanda por aço permanece moderada após os boicotes de mutuários de imóveis em todo o país. Os níveis de estoque nas principais siderúrgicas chinesas no final de julho estavam 20,2% maiores em comparação com o ano anterior, segundo os dados da CISA.

“A demanda por minério de ferro continua fraca” e a oferta também deve aumentar, colocando os preços sob pressão, disse a Baocheng Futures em nota. “Embora o lucro das siderúrgicas esteja melhorando à medida que os preços do minério de ferro caem, essa situação pode mudar” se uma maior produção de aço levar a uma nova contração das margens, acrescentou.

PUBLICIDADE

Enquanto isso, a oferta de minério de ferro aumentou, com alta de 5,7% nos embarques da Austrália em junho.

Os futuros de minério de ferro em Singapura caíram até 4,8% para US$ 104,70 a tonelada na quinta-feira.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Analistas se dividem sobre possível fim de ciclo após comunicado do Copom