Mercados

Ibovespa descola da Nasdaq e retoma os 100 mil com impulso de commodities

After Hours: Petrobras e Vale tiveram altas fortes e ajudaram o índice, enquanto, na contramão, o dólar caiu mais de 2%

BL-Newsletter-After-Hours-Banner
25 de Julho, 2022 | 05:31 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) fechou a sessão desta segunda-feira em alta e recuperou o patamar dos 100 mil pontos, com as ações da Petrobras (PETR3; PETR4) subindo mais de 4% e da Vale (VALE3) mais de 1%, em dia favorável a commodities. Com o maior apetite a risco, o dólar recuou mais de 2%.

Enquanto isso, Wall Street teve um pregão misto, com o Nasdaq fechando no vermelho enquanto investidores monitoram os balanços das gigantes tecnológicas. Os ganhos das companhias tech estão se dissipando, com os investidores se preparando principalmente para más notícias das megacaps. A receita da Amazon (AMZN), que divulga números na quinta-feira (28), deve crescer no ritmo mais lento em décadas.

O sentimento geral é de cautela, com a preparação para a reunião de política monetária do Federal Reserve de quarta-feira (27). Os investidores estão céticos de que o Fed possa domar a pior inflação em quatro décadas sem levar a economia americana a uma recessão. Mais de 60% dos 1.343 entrevistados na última pesquisa MLIV Pulse disseram que há uma probabilidade baixa ou zero de que o banco central dos EUA possa conter as pressões sobre os preços ao consumidor sem causar uma contração econômica.

Os principais estrategistas de Wall Street discordam sobre o impacto dos dados econômicos mais fracos sobre as perspectivas políticas do Federal Reserve e o que isso significará para as ações.

PUBLICIDADE

Enquanto os estrategistas da Morgan Stanley (MS) dizem que é muito cedo para esperar que o Fed pare de apertar a política mesmo com o aumento dos receios de uma recessão – sugerindo que as ações terão mais espaço para cair antes de chegar ao fundo do poço -, os estrategistas da JPMorgan Chase (JPM) dizem que as apostas de que a inflação atingiu um pico levarão a uma mudança brusca do Fed e melhorarão o panorama para as ações no segundo semestre.

No Brasil, a uma semana da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), dados do IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial do país, são esperados para terça-feira (26).

Confira como fecharam os mercados nesta segunda-feira (25):

-- Com informações da Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também:

O que o índice Big Mac revela sobre o preço do dólar no Brasil

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE