Tech

Caso de Musk com esposa de cofundador do Google leva a divórcio, diz WSJ; ele nega

De acordo com informações do The Wall Street Journal, o caso teria levado o cofundador do Google a retirar seus investimentos de empresas do CEO da Tesla

Sergey Brin, cofundador do Google, e Elon Musk, fundador da Tesla
24 de Julho, 2022 | 03:21 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — --9h03: Atualiza com declaração de Elon Musk no terceiro parágrafo

O CEO da Tesla (TSLA) se envolveu em mais um acontecimento polêmico – e desta vez, não se trata de negócios.

De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, citando pessoas com conhecimento do assunto, Elon Musk, o homem mais rico do mundo, teve um caso no ano passado com a esposa de Sergey Brin, cofundador do Google (GOOGL), o que levou a um “desentendimento” entre os dois bilionários.

A publicação afirma que o caso de Musk com Nicole Shanahan, então esposa de Brin, levou o cofundador do Google a dar entrada num pedido de divórcio neste ano. Além disso, Brian também estaria alienando suas participações pessoais nas empresas de Musk.

PUBLICIDADE

Pelo Twitter, o bilionário negou a história, dizendo que ele e Sergey são “grandes amigos” e que ele teria visto Nicole somente duas vezes nos últimos três anos.

“Isso é uma completa besteira. Sergey e eu somos amigos e estávamos em uma festa juntos ontem à noite. Eu vi a Nicole somente duas vezes em três anos, ambas com muitas outras pessoas em volta. Nada romântico”

O jornal diz que Musk e Shanahan se aproximaram durante o festival Art Basel de Miami, em dezembro de 2021, justo quando Musk atravessava uma crise em seu casamento com a cantora Grimes, o que levou o casal a se separar por algum tempo.

Em uma festa no começo deste ano, Musk teria se ajoelhado diante do cofundador do Google e “implorado por perdão”, diz o jornal.

PUBLICIDADE

A amizade, no entanto, nunca foi reestabelecida. Shanahan teria pedido recentemente por US$ 1 bilhão da fortuna de US$ 90 bilhões de Brian durante as negociações do divórcio. No pedido de divórcio, a data referida como o dia da separação é 15 de dezembro.

Musk tem passado por uma verdadeira turbulência em sua vida pessoal e profissional. De acordo com uma publicação do Business Insider no começo de julho, Musk assumiu recentemente a paternidade de gêmeos gerados em uma relação dele com uma executiva de uma de suas empresas no ano passado. Na publicação, o jornal afirma ter tido acesso a documentos judiciais em que Musk pedia a inclusão de seu sobrenome aos dos gêmeos.

Na última semana, o Twitter (TWTR) obteve uma vitória considerável contra ele, seguindo os esforços da plataforma para que o homem mais rico do mundo conclua sua compra de US$ 44 bilhões da rede social, depois que uma juíza de Delaware concordou em acelerar o caso. O julgamento está marcado para outubro deste ano, antes de fevereiro de 2023 que havia sido solicitado por Musk.

Leia também:

Refino de lítio é ‘licença para imprimir dinheiro’, diz Musk

Melina Flynn

Melina Flynn

Melina Flynn é jornalista naturalizada brasileira, estudou Artes Cênicas e Comunicação Social, e passou por veículos como G1, RBS TV e TC, plataforma de inteligência de mercado, onde se especializou em política e economia, e hoje coordena a operação multimídia da Bloomberg Linea no Brasil.

PUBLICIDADE