Negócios

Fechamento de fábrica na China por covid afeta entregas da Tesla no 2º tri

Empresa de carros elétricos de Elon Musk entregou pouco mais de 254 mil carros, encerrando uma série de números recordes

Lockdown em Xangai para tentar conter o avanço de casos de covid afetou entregas de carros da Tesla no segundo trimestre
Por Dana Hull
02 de Julho, 2022 | 02:45 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As entregas de veículos da Tesla (TSLA) caíram no segundo trimestre de 2022 com o fechamento da fábrica da empresa na China por causa do lockdown em Xangai, o que reduziu a produção.

A empresa de carros elétricos de Elon Musk, que vinha em uma série de entregas trimestrais recordes, entregou 254.695 veículos pelo mundo no trimestre terminado em junho. No primeiro trimestre, a Tesla tinha fornecido 310.048 carros. Mesmo assim, os números do segundo trimestre de 2022 superaram as 201.250 entregas do mesmo período em 2021.

Os resultados, divulgados neste sábado (2), ficaram aquém da previsão de 261.181 entregas de veículos com base em uma média de estimativas de analistas compiladas pela Bloomberg.

Em comunicado, a Tesla disse que enfrenta “desafios contínuos na cadeia de suprimentos e fechamentos de fábricas além do nosso controle”.

PUBLICIDADE

Os dados de entrega são um indicador observado de perto para a Tesla, já que eles fornecem informações sobre o provável desempenho financeiro da fabricante de carros elétricos.

O número também é amplamente visto como um importante medidor para a demanda de veículos elétricos em geral, já que a empresa com sede em Austin, no Texas, lidera o mercado de veículos movidos a bateria.

‘Trimestre muito difícil’

O CEO Elon Musk já havia alertado sobre um “trimestre muito difícil” em um memorando interno que foi visto pela Bloomberg. Mas a paralisação de Xangai pode ter tornado a contagem do último trimestre uma exceção.

Musk disse no início deste ano que espera que a produção no terceiro e quarto trimestres seja “substancialmente maior” e que a Tesla está a caminho de expandir a produção para mais de 1,5 milhão de carros neste ano.

PUBLICIDADE

A Tesla não divide as vendas globais por geografia, mas historicamente os EUA e a China são seus maiores mercados. A empresa atualmente fabrica os modelos S, X, 3 e Y e tem planos para iniciar a produção de uma picape, um caminhão e um roadster.

Nos últimos dias do trimestre, enquanto Musk mantinha seu silêncio no Twitter, outros executivos entregavam carros aos clientes, incluindo o chefe de design Franz von Holzhausen. O final do trimestre costuma ser um momento de pragmatismo na operação, com funcionários de toda a empresa contribuindo para ajudar a entregar carros nas horas finais.

A Tesla divulgará os lucros do segundo trimestre após o fechamento do mercado em 20 de julho, informou a empresa no sábado. A assembleia anual de acionistas será em 4 de agosto.

Leia também:

Tesla faz novos cortes e demite centenas de funcionários

PUBLICIDADE