PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa e bolsas globais melhoram humor após discurso de Powell

Em depoimento no Senado dos EUA, presidente do Federal Reserve deu novas sinalizações sobre como irá conter a forte inflação

Mercados têm dia de aversão ao risco à espera de falas do presidente do Fed
22 de Junho, 2022 | 10:48 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — --Atualiza com melhora do sentimento de risco no exterior, redução de queda do Ibovespa -- 11h30

PUBLICIDADE

O sentimento de aversão ao risco parecia estar começando a se dissipar no final da manhã desta quarta-feira (22), após as falas do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, ajudarem a acalmar os temores sobre o aumento dos juros para conter a alta inflação. O Ibovespa (IBOV) seguia Wall Street e operava em queda de 0,23% por volta das 11h30, após chegar a cair 1,27% no início da manhã. O dólar avançava, a R$ 5,16.

Powell disse perante ao Senado americano o Fed está “fortemente” comprometido em trazer a inflação para baixo e continuará a adaptar a política monetária com o cenário econômico.

PUBLICIDADE

A queda do petróleo também eleva o risco do pregão, com queda da commodity em meio a preocupações que uma desaceleração econômica global acabará prejudicando a demanda. Os investidores estão preocupados com o impacto das taxas de juros dos EUA.

Apesar da instabilidade do petróleo, os mercados de combustíveis continuam apertados. O presidente dos EUA, Joe Biden, pedirá ao Congresso que aprove uma suspensão temporária dos impostos sobre a gasolina, segundo uma pessoa familiarizada com o plano, depois que o preço médio nos postos do país chegou a US$ 5 por galão este mês, com aumento de mais de 50% em 2022.

Confira o desempenho dos mercados nesta quarta-feira (22):

  • Por volta das 11h30 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 0,24%, aos 99.538 pontos;
  • Entre os contratos de juros futuros, o DI para 2025 recuava 9 pontos-base, a 12,37%;
  • O dólar à vista subia 0,29% com a aversão ao risco, negociado a R$ 5,14;
  • Nos EUA, os índices subiam: o Dow Jones avançava 0,31%, o S&P 500, 0,58%, enquanto o avançava Nasdaq 1,01%;
  • Na Europa, a maior queda era vista no índice Dax, da Alemanha, que recuava 2,04%;

-- Com informações da Bloomberg News

Leia também:

Ebanx demite 20% dos funcionários e cita cenário macro como razão

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.