PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Petrobras, oferta da CVC, balanço da Oi e a agenda na bolsa nesta semana

Ameaça de investigação do reajuste de combustíveis e follow-on da gigante de turismo atraem a atenção de investidores no Brasil

Aumento dos preços dos combustíveis entrou de vez no debate da campanha eleitoral
Por Taís Fuoco e Vinícius Andrade
19 de Junho, 2022 | 03:03 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — A semana começa com a reunião convocada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, com líderes partidários para discutir meios de investigar e conter novos reajustes de combustíveis pela Petrobras (PETR4;PETR3). O encontro foi convocado de última hora em reação de políticos, com o apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao aumento anunciado na sexta-feira (17) pela manhã. As ações da petrolífera caíram de 6% a 7% na sexta e puxaram para baixo o Ibovespa, que fechou abaixo dos 100 mil pontos.

Também está no radar corporativo a oferta subsequente (follow-on) da CVC (CVCB3), que pretende levantar recursos reforçar a estrutura de capital e para a retomada da demanda de turismo. A companhia define na próxima quinta (23) o preço por ação de uma oferta que pode levantar mais de R$ 470 milhões, com base no valor dos papéis em 13 de junho.

Já a São Martinho (SMTO3) e a Oi (OIBR3) divulgam seus resultados trimestrais nos próximos dias, e a Samarco tem audiência de conciliação com credores sobre seu plano de recuperação.

Veja a seguir os destaques da semana:

PUBLICIDADE
  • Segunda-feira, 20 de junho: A Petrobras e sua política de preços de combustíveis são alvo de reunião de líderes partidários do Congresso.
  • A São Martinho (SMTO3) divulga o resultado do seu quarto trimestre.
  • Terça, 21 de junho: Audiência de conciliação entre a Samarco e seus credores.
  • A Oi (OIBR3) divulga os resultados do seu primeiro trimestre de 2022.
  • Quarta, 22 de junho: O Cade julga a compra da Extrafarma, da Ultrapar (UGPA3), pela Pague Menos (PGMN3).
  • Quinta, 23 de junho: Definição do preço por ação da oferta subsequente da CVC.
  • A Suzano (SUZB3) promove a ESG Call 2022 para apresentar novas práticas de sustentabilidade.
  • Sexta, 24 de junho: A Gol (GOLL4) promove reunião pública com analistas.

Veja a seguir três destaques da semana que passou:

1. Redução de tarifa de energia

A Eletrobras (ELE3, ELET6) deve fazer um aporte de R$ 5 bilhões na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) até o final de julho, segundo estimativa da secretária-executiva do Ministério das Minas e Energia, Marisete Pereira, no evento que marcou a estreia das novas ações da empresa na B3 (B3SA3). O aporte, previsto no processo de privatização - de venda do controle da União para o mercado -, deve aliviar os índices de reajuste tarifário do setor de energia neste ano, de acordo com a Reuters.

2. Nova venda do BNDES

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer vender ações da carteira do BNDES com maior liquidez para compor um fundo que aumente o investimento público e ajude a reduzir a pobreza, disse em evento. Guedes não citou de quais empresas o BNDES poderá vender ações.

3. Acordo em biometano

A Petrobras e a Raízen (RAIZ4) assinaram um acordo para estudar soluções que viabilizem a utilização do biometano produzido pela Raízen nas operações de refino da Petrobras. A Raízen produz biometano a partir de resíduos da cana-de-açúcar.

PUBLICIDADE

- Com a Bloomberg Línea.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Petrobras anuncia novo aumento do preço da gasolina e do diesel

Fim do home office e demissões: os bastidores da 1ª reunião de Elon Musk no Twitter