Estilo de vida

Fãs de BTS fazem filas para comprar novo álbum da banda em Nova York

No ano passado, o grupo de K-Pop arrecadou cerca de US$ 33 milhões em ingressos durante quatro noites em Los Angeles

BTS
Por Carly Wanna
11 de Junho, 2022 | 12:54 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Adolescentes lotaram uma loja pop-up em Nova York na sexta-feira (10), em uma viela no bairro de Tribeca para comemorar o lançamento de Proof, décimo álbum da sensação do K-Pop, BTS.

Na primeira hora do evento, os produtos exclusivos, que iam de pôsteres de US$ 18 a camisetas de US$ 55, ainda não tinham chegado. Os fãs não pareceram se importar com o problema. Eles fizeram pedidos de moletons, tiraram fotos e comeram pizza grátis – um brinde para compensar a falta de produtos.

Duas lojas pop-up, uma em Nova York, e outra em West Hollywood, na Califórnia, devem ficar aberas até meados de setembro. A experiência em Nova York recebe clientes com flashes em um espaço decorado em preto e branco com cenários instagramáveis com blocos que soletram “BTS”. No som ambiente, os sucessos da banda.

Os fãs, membros do chamado BTS Army, abraçaram o retorno de experiências presenciais, gastando mais em ingressos para shows e em produtos. A retomada encheu os bolsos das estrelas. No ano passado, o grupo arrecadou cerca de US$ 33 milhões em ingressos durante quatro noites em Los Angeles.

PUBLICIDADE

A empresa de eventos Fever, que está por trás de exposições como “Van Gogh: The Immersive Experience,” and “The Queen’s Ball: A ‘Bridgerton’ Experience”, intermedia a venda de ingressos. A entrada é gratuita, mas os fãs mais ferrenhos podem reservar um horário online. Os ingressos antecipados para o primeiro mês já esgotaram.

A loja pop-up com entrada gratuita é atrativa para muitos fãs, incluindo Adriana Guzman e Jenny Wen, duas fãs de 21 anos que conseguiram entrar no primeiro dia do evento.

As duas retomaram o contato após o ensino médio quando ambas foram a um show do BTS em Las Vegas, em abril. Guzman comprou dois ingressos VIP por US$ 1 mil, e Wen comprou dois ingressos para pista por US$ 600. Cada uma delas gastou mais de US$ 300 em produtos no show. “Eu gastei muito. Mais que o previsto”, disse Wen.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Quer morar fora? Veja as cidades com menor custo de vida na América Latina

PUBLICIDADE