Mercados

Ressaca da bolsa: Empiricus corta 12% do pessoal em demissão coletiva

A maior casa de análise de investimentos do país anunciou os desligamentos nesta segunda (6) por videoconferência

Virada do mercado começa a afetar empresas da região da Faria Lima e da Vila Olímpia
06 de Junho, 2022 | 05:57 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Maior e mais conhecida casa de análise de investimento do país, a Empiricus realizou uma demissão coletiva nesta segunda-feira (6), atingindo as áreas de análise, tecnologia e marketing. É a primeira grande instituição do distrito financeiro do país, a Faria Lima, a anunciar um corte de pessoal na esteira do aumento de juros, que tem provocado uma saída de capitais da renda variável para a fixa.

Funcionários demitidos contaram à Bloomberg Línea com a condição de não terem os nomes revelados que eles foram convidados para uma reunião com o tema “alinhamento junho”.

O encontro, por meio de um aplicativo de videoconferência, começou às 10h. Primeiro, um gestor informou que os presentes seriam desligados e seus acessos ao e-mail e aos sistemas da empresa estariam cortados no final da reunião, que durou 15 minutos.

Desde o arrefecimento da pandemia de covid, funcionários da maioria das áreas da Empiricus vinham trabalhando em um regime de trabalho 80% presencial e um dia remoto.

PUBLICIDADE

POR QUE ISSO É IMPORTANTE: As demissões podem representar um novo sintoma de um movimento maior ligado ao fim do período de bonança da renda váriavel no país. Empresas de análise de investimentos (“research”, no jargão do mercado), como a Empiricus, surgiram e ganharam musculatura na década passada, principalmente a partir de 2016, com o serviço de orientação a um público que chegou a quase três milhões de CPFs, que mantêm R$ 450 bilhões em investimentos de renda variável no país.

Fundada em 2009 por Felipe Miranda, Rodolfo Amstalden e Caio Mesquita, a Empiricus alcançou uma imensa base de seguidores em redes sociais e foi a primeira a ocupar um espaço no mercado vendendo relatórios de recomendações de investimentos, em termos simples, para investidores individuais. Em maio de 2021, o BTG anunciou a aquisição da casa de análises Empiricus e da gestora Vitreo (e de outras empresas que fazem parte do grupo, como Money Times e Seu Dinheiro) por R$ 690 milhões.

Agora, em um ambiente econômico com Selic a 12,75% ao ano, o clima no setor é de ressaca de uma forte expansão amparada pelo juro baixo. Esse é o pano de fundo das demissões na Empiricus nesta segunda.

Procurada pela Bloomberg Línea, a empresa emitiu a seguinte nota: “Nesta segunda-feira, o Grupo Empiricus anunciou um corte planejado de 12% de pessoal. A redução do quadro foi motivada, principalmente, pela identificação de sinergias entre as equipes que compõem o grupo (Empiricus Research, Vitreo, Real Valor, Money Times e Seu Dinheiro). O momento atual, de maior interesse em renda fixa, também ajudou a balizar a decisão.”

PUBLICIDADE

A empresa não respondeu à questão encaminhada sobre o uso da videoconferência para demitir em grupo.

Leia também:

Por que o Brasil se tornou o maior mercado desta firma de segurança de Israel

A disputa de R$ 100 milhões por um pedaço do prédio mais alto do Rio

Graciliano Rocha

Graciliano Rocha

Editor da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista formado pela UFMS. Foi correspondente internacional (2012-2015), cobriu Operação Lava Jato e foi um dos vencedores do Prêmio Petrobras de Jornalismo em 2018. É autor do livro "Irmã Dulce, a Santa dos Pobres" (Planeta), que figurou nas principais listas de best-sellers em 2019.