PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Petróleo opera estável apesar de oferta apertada, à espera de recuperação da China

Bancos reduziram as previsões econômicas da China, mas os mercados globais de petróleo ainda estão sinalizando força

Os futuros do West Texas Intermediate (WTI) eram negociados perto de US$ 111 o barril.
Por Grant Smith e Elizabeth Low
24 de Maio, 2022 | 11:32 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O petróleo se mantinha estável nesta terça-feira (24), mesmo com os indicadores de mercado continuando a mostrar uma oferta apertada, enquanto os traders desconsideravam as últimas tentativas da China de sustentar a economia após rigorosos bloqueios por conta do avanço da covid.

PUBLICIDADE

Os futuros do West Texas Intermediate (WTI) eram negociados perto de US$ 111 o barril. Pequim lançou medidas para apoiar as empresas e ajudar a demanda em um dos maiores consumidores mundiais de petróleo e metais.

Os bancos reduziram as previsões econômicas da China, mas os mercados globais de petróleo ainda estão sinalizando força, com o prêmio para o fornecimento imediato de Brent próximo ao maior nível em mais de sete semanas.

PUBLICIDADE
WTI de referência dos EUA recua nesta terça-feira (24) junto com futuros de gasolinadfd

O petróleo de referência dos Estados Unidos foi negociado em uma faixa estreita de cerca de US$ 110 o barril nas últimas duas semanas, com os investidores avaliando as consequências da guerra na Ucrânia, incluindo a oposição da Hungria à proibição da União Europeia ao petróleo russo e as perspectivas de crescimento econômico global.

Embora se espere que o consumo de petróleo nos EUA aumente ainda mais durante uma movimentada temporada de verão, o uso de energia na China foi prejudicado pelos severos bloqueios impostos nas principais cidades para combater os surtos de coronavírus.

“Até que a China reabra sua casa para os negócios, a vantagem do petróleo bruto parece limitada, apesar das expectativas em outros lugares para uma temporada movimentada de viagens e viagens de verão pós-covid”, disse Ole Sloth Hansen, chefe de pesquisa de commodities do Saxo Bank A/S.

Preços:

  • WTI para julho subia 0,6% para US$ 111 o barril, às 10h52 (horário de Brasília);
  • O Brent com vencimento para o mesmo mês avançava 0,74% para US$ 114,27;

Os mercados de produtos petrolíferos estão perdendo um pouco de seu ímpeto, com os futuros da gasolina nos EUA caindo cerca de 4% nesta semana, depois de atingir um recorde na semana passada. As importações americanas de combustível para motores da Europa subiram para uma alta de seis meses nos sete dias até 19 de maio, de acordo com os dados de embarque e rastreamento de navios.

PUBLICIDADE

Ainda assim, há um prêmio contínuo para suprimentos de petróleo com baixo teor de enxofre e baixa densidade em meio a uma demanda global robusta e produção restrita. Os preços na Europa já dispararam à medida que os embarques do Mar do Norte e da Líbia são interrompidos, complicando ainda mais os esforços para substituir os barris russos. A força agora está se espalhando para a Ásia, onde uma carga de petróleo bruto leve da Malásia de Labuan obteve um prêmio robusto de US$ 12 o barril.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

Restituição do Imposto de Renda 2022: confira o calendário completo

Nova configuração da 3ª via aumenta chances de segundo turno, diz Eurasia