PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Startups

O CEO de 23 anos que tem startup unicórnio avaliada em US$ 1 bilhão

Startup de logística do mexicano Alfonso de los Ríos e do uruguaio Maximiliano Casal captou US$ 150 milhões após Série C liderada pelo SoftBank

Fundadores da Nowports: Alfonso de los Ríos e Maximiliano Casal
24 de Maio, 2022 | 03:23 pm
Tempo de leitura: 5 minutos

Cidade do México — Alfonso de los Ríos, CEO e cofundador da Nowports, nasceu com a logística no sangue. Sua família dedicou mais de 25 anos ao setor em Monterrey, no México. Desde criança ele acompanhou o processo de ajudar as empresas da região a importar e exportar seus produtos. E agora, aos 23 anos, a startup de logística que ele fundou no início de 2019 com Maximiliano Casal vale US$ 1,1 bilhão, alcançando o status de unicórnio.

PUBLICIDADE

A empresa garantiu uma Série C de US$ 150 milhões e, com isso, é a primeira startup de logística da entre os países de língua espanhola da América Latina a se tornar um unicórnio. No Brasil, a Loggi alcançou o valuation em 2019.

A rodada da Nowports foi liderada pelo SoftBank Latin America Fund, com a participação de outros investidores como Tiger Global, Foundation Capital, Monashees, Broadhaven Ventures, Mouro Capital, Tencent e Base10 Partners. Além dos investidores anjo que criaram os seus próprios unicórnios: Daniel Voguel, da Bitso; Ricardo Amper, da Incode; e Roger Laughlin, da Kavak, assim como Alex Bouaziz, da Deel.

PUBLICIDADE

A Nowports é o oitavo unicórnio mexicano a se juntar ao clube de Kavak, Bitso, Clip, Konfío, Clara r Merama e outros com DNA mexicano como Jokr e Jeeves. É a 45ª na lista latinoamericana, segundo contagem da Bloomberg Línea e do Distrito. Alcançar essa avaliação “é uma grande satisfação pessoal, é um marco que sempre quisemos alcançar e estávamos muito confiantes de que chegaríamos lá porque o mercado é muito grande e a oportunidade na América Latina de digitalizar as importações”, disse Alfonso de los Ríos à Bloomberg Línea.

A ideia dos engenheiros de software Alfonso de los Ríos e Maximiliano Casal, que se conheceram na Universidade de Stanford, foi digitalizar uma indústria que fazia a mesma coisa há muito tempo. A plataforma da Nowports automatiza processos e faz rastreamento de cargas em tempo real. “Para mover um contêiner da China para o México, era preciso enviar mais de 80 correios e preencher mais de 15 documentos manuais; seu sistema operacional era o Excel e isso é uma dor para o mundo da logística”, explica los Ríos.

Em meio à incerteza financeira, os fundos mais importantes do mundo optaram por investir no modelo de negócios desta scale-up, que em menos de um ano recebeu sua rodada A (US$ 16 milhões em julho de 2021), B (US$ 60 milhões em dezembro de 2021) e C (US$ 150 milhões hoje). Isso vem após uma grande crise em dezembro de 2020 pela qual a empresa passou. “Tivemos uma situação em que quase ficamos com capital por uma questão de fluxos internos”, confessa o empresário de Monterrey.

“Existe uma incerteza financeira, é verdade, mas acreditamos que a logística continuará em movimento”, disse o CEO da Nowports.

Em comunicado, Juan Franck, sócio-gerente do SoftBank Latin America Fund, disse que está entusiasmado em investir mais uma vez na Nowports, “uma empresa que está revolucionando seu setor”. Ele acrescentou que “além do foco crescente em inteligência artificial, big data e internet das coisas para melhorar toda a cadeia de importação e exportação, acreditamos que o investimento ajudará a Nowports a consolidar sua presença no mercado brasileiro e criar novos serviços e soluções, tornando-se uma verdadeira referência em inovação na América Latina”.

PUBLICIDADE

Los Ríos narra que quando negociaram esta última rodada, “já estávamos entrando nesse ambiente com uma recepção um pouco iminente, e o que conversamos com os investidores foi que a logística cresce muito mais durante as crises financeiras, porque as empresas precisam diversificar para otimizar custos. Pensamos que poderíamos ser o jogador que realmente lhes deu todas as possibilidades e, agora, para os próximos 24 meses planejamos estar 100% em modo de expansão”.

E agora?

Com o novo capital, a Nowports ampliará os serviços financeiros na América Latina, permitindo que as empresas aumentem suas importações e exportações com soluções de crédito. Outros objetivos incluem o desenvolvimento de uma plataforma mais robusta para atender às necessidades do mercado, além de ampliar sua equipe.

Além disso, a Nowports expandirá sua presença nos países onde já atua, além de abrir escritórios em mais cidades. As primeiras inaugurações programadas ocorrerão no Brasil, México e Chile. “Queremos abrir em outros mercados emergentes este ano porque a necessidade de financiamento logístico transparente é algo que não se vê naquela região”, compartilha los Ríos.

Além disso, a Nowports expandirá sua equipe, com ênfase na engenharia para o desenvolvimento tecnológico.

Alfonso de los Ríos é o CEO mais jovem de um unicórnio da América Latina e reafirma sua empolgação em ganhar a confiança de grandes fundos de investimento. “Isso reforça nosso compromisso de transformar as cadeias produtivas da região com tecnologia e acesso ágil ao financiamento para empresas que importam ou exportam mercadorias. Faremos da Nowports uma das principais promotoras de todas as economias emergentes do mundo, não apenas da América Latina”, disse.

Maximiliano Casal, cofundador e COO da Nowports, destaca que eles “têm crescido com uma aceleração notável e esta injeção de capital nos permitirá continuar nesse ritmo para agilizar o fluxo de nossas operações e chegar a mais cantos do mundo”. O jovem de 30 anos também vem de uma família de logística em sua terra natal, o Uruguai.

PUBLICIDADE

A empresa cresceu rápido. Los Ríos garante que seu lucro líquido cresceu exponencialmente 12x neste primeiro trimestre de 2022 em relação ao primeiro trimestre de 2021. No primeiro trimestre de 2022, a Nowports iniciou suas operações no Panamá e abriu operações em Concepción (Chile) e Medellín (Colômbia), resultando em 10 escritórios ativos em 7 países. Ao mesmo tempo, a empresa mexicana cresceu para mais de 500 funcionários.

Los Ríos também disse que a empresa está expandindo comercialmente para a Espanha. Hoje, a Nowports tem escritórios operacionais em Hong Kong, Mumbai na Índia e Madrid na Espanha. Para ele, esta avaliação bilionária é apenas o começo. “Queremos ir muito mais longe, queremos ir a público (IPO) e é algo que temos em mente para os próximos anos”, disse.

(Traduzido por Isabela Fleischmann)

Leia também:

PUBLICIDADE

Grandes empresas seguem investindo em startups da América Latina

Petrobras: perspectiva da ação muda com troca de CEO? Analistas respondem

Yanin Alfaro (BR)

Yanin Alfaro (BR)

Jornalista com experiência em startups e tecnologia