Vastas fortunas criadas com NFTs já derreteram
Tempo de leitura: 4 minutos

Bloomberg Opinion — O Bitcoin (BTC) e outros ativos de criptomoedas são notoriamente voláteis e por já sofreram grandes quedas de 50% ou mais. Isso não parece incomodar muito os fãs obstinados de criptoativos, que se acostumaram a declínios dessa magnitude. Eles simplesmente usam as quedas para comprar mais. Mesmo assim, ainda há muitas pessoas que se lembram do “inverno cripto”, o período entre o início de 2018 e meados de 2020, quando os preços caíram e permaneceram baixos, e grande parte da inovação do setor parou.

Então, a pergunta que fica é: o que pensar sobre as recentes oscilações, com o Bloomberg Galaxy Crypto Index caindo cerca de 60% em relação ao seu pico no início de novembro? Seria este o início de um novo e longo inverno após uma curta primavera ou é apenas uma...brisa? Embora o sell-off de criptomoedas possa não ser tão grande quanto outros em sua história, parece um momento pior porque o mercado cresceu muito – chegando aos trilhões de dólares. O dano no setor foi amplo, com centenas de moedas caindo cerca de 90%. O Bitcoin, a maior e mais conhecida das criptomoedas, não se saiu tão mal, mas ainda está 56% abaixo do pico.

PUBLICIDADE
Índice da Bloomberg que monitora criptomoedas oscilou nos últimos anosdfd

No auge do mercado em alta no ano passado, havia muita arrogância, avatares de NFTs e um comportamento rude para acompanhar as exageradas conferências sobre o Bitcoin. Tudo isso foi um sinal dos tempos difíceis que estão por vir. Um número incontável de céticos em criptomoedas foi ao Twitter para sugerir que o mercado em alta tinha características semelhantes a bolhas. Um palestrante em uma conferência recente que organizei foi um ex-minerador do Ethereum (ETH). Ele falou sobre o inverno cripto e, no meio da carnificina, apostou praticamente tudo na recuperação dos criptoativos, comprando cada vez mais GPUs para minerar quando os preços subissem. Os preços subiram, mas surpreendentemente ele não minera mais no Ethereum, redirecionando seu equipamento para armazenamento em nuvem.

A maioria das pessoas inteligentes concorda que a tecnologia blockchain que sustenta as criptomoedas tem um enorme potencial, embora não saibamos realmente como será daqui a dez anos. Os capitalistas de risco acreditam nisso e estão fazendo vários investimentos na Web3 (internet descentralizada) e recebendo tokens em troca. Vastas fortunas foram feitas em tokens não fungíveis, ou NFTs, mas o valor de todos esses ativos foi dizimado nos últimos meses.

PUBLICIDADE

Se você pensar no ciclo normal de investimento em tecnologia, o colapso das empresas de internet que começou em 2000 e terminou no final de 2002 dissuadiu o investimento de capital de risco por quase uma década, a ponto de suas melhores ideias serem FarmVille e empreendimentos esquisitos de tecnologia sustentável. As grandes empresas de capital de risco levantaram muito dinheiro para o setor de criptomoedas no ano passado, e os retornos serão péssimos por um longo período. Isso é normal. Sempre que um ativo não gera fluxo de caixa e nenhum lucro, o valuation fica todo baseado na confiança. Às vezes, nos sentimos bem com esses ativos e, outras vezes, nos sentimos mal. Você está vendo isso acontecer agora no mercado de ações. As ações mais atingidas são aquelas sem bases fundamentais. É isso que torna o investimento em criptomoedas tão arriscado.

Nos mercados de baixa de criptomoedas anteriores, as pessoas se perguntavam se o Bitcoin se recuperaria. Agora, se perguntam sobre o futuro do blockchain em geral. Não deve haver dúvidas sobre o potencial ilimitado desta tecnologia. Se você possui uma carteira de criptomoedas hoje, como eu, provavelmente valerá muito mais no futuro. Mas quanto e quando é a pergunta que ninguém pode responder. As criptomoedas terão outro inverno, mas dessa baixa nascerá outra alta, liderada por um punhado de criptomoedas que crescerão muito além do que existe hoje.

PUBLICIDADE

Às vezes, a confiança desaparece por um tempo, mas sempre volta. Talvez em vez de Web3 e NFTs, seja uma tecnologia diferente que capte a imaginação. Vale ressaltar, porém, que muitos sobreviventes do colapso das empresas de internet se tornaram vencedores espetaculares, incluindo a Amazon (AMZN), o Facebook (FB), o Google (GOOGL) e até o eBay (EBAY). Os mercados de capitais são uma gigantesca máquina de classificação, filtrando as más ideias e recompensando as boas. Então, quando as pessoas perguntam se as criptomoedas vão se recuperar, a resposta é sim, com certeza, mas 98% delas não voltarão.

Esta coluna não reflete necessariamente a opinião do conselho editorial ou da Bloomberg LP e de seus proprietários.

PUBLICIDADE

Jared Dillian é editor do The Daily Dirtnap, estrategista de investimentos na Mauldin Economics, e autor de “Street Freak” e “All the Evil of This World.” Ele pode ter conflito de interesses nas áreas em que faz cobertura.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Preço da carne bovina e do frango nunca foi tão caro e não deve cair tão cedo

Goldman e JPMorgan veem pânico exagerado do mercado com recessão