Mercados

Bitcoin cai com futuros dos EUA após divulgação de dados fracos da China

Impacto dos lockdowns na economia chinesa diminui o apetite por risco dos investidores na manhã desta segunda-feira (16)

O valor total de mercado das criptomoedas caiu cerca de US$ 326 bilhões nos últimos sete dias
Por Sidhartha Shukla
16 de Maio, 2022 | 08:49 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A liquidação de criptomoedas acelerava nesta segunda-feira (16), com o Bitcoin (BTC) caindo abaixo de US$ 30 mil depois da divulgação dos fracos dados econômicos da China, que diminuíram o apetite por ativos mais arriscados.

A maior criptomoeda do mundo caía 5,3% e era negociada a US$ 29.450 às 5h30, horário de Brasília. Outros tokens, incluindo Ether e Avalanche, também acompanhavam o movimento de queda. Os futuros do S&P 500 ficaram no vermelho depois que os números chineses apontaram para uma contração econômica.

No geral, no entanto, os mercados de ativos digitais estavam mais calmos em comparação com o pior da turbulência da semana passada após o colapso de uma stablecoin.

O Bitcoin caiu para um mínimo de US$ 25.425 na última quinta-feira (12), depois que a stablecoin algorítmica TerraUSD colapsou, jogando todo um ecossistema em desordem. No auge, o pânico do mercado engoliu a stablecoin de US$ 76 bilhões Tether, peça importante dos criptoativos que caiu brevemente diante sua paridade com o dólar.

PUBLICIDADE
O rendimento do Bitcoin e do Ether reflete o ano difícil que as criptomoedas têm tidodfd

“Testemunhamos o rápido declínio de um grande ativo, que gerou oscilações em todo o setor, mas também uma nova resiliência encontrada no mercado que não existia durante sua última queda”, disse Changpeng Zhao, CEO da exchange de criptomoedas Binance, em seu Twitter no domingo.

A diferença entre o ambiente atual e outras recessões prolongadas, como o “inverno cripto” em 2018, é a quantidade de instituições agora envolvidas no mercado, o que pode ser uma fonte de apoio, disse Paul Veradittakit, sócio da gestora de ativos digitais Pantera Capital.

“Em comparação com 2018, há mais investidores institucionais com exposição à criptomoeda e a maioria vê isso como uma oportunidade de compra”, disse Veradittakit.

Fim do rali

O mercado vê nesta segunda-feira o Bitcoin devolvendo parte de um rali de domingo (15). O valor total de mercado das criptomoedas caiu cerca de US$ 326 bilhões nos últimos sete dias, para cerca de US$ 1,33 trilhão, segundo dados da CoinGecko, enquanto o Bitcoin está cerca de 57% abaixo de sua alta histórica de novembro.

PUBLICIDADE

Embora os mercados de criptomoedas possam ter digerido o pior das consequências do TerraUSD na última semana, a classe de ativos enfrenta outros desafios – como as taxas de juros globais crescentes e condições de liquidez mais apertadas.

O atual menor suporte do Bitcoin é de US$ 27 mil, “o que provavelmente pode estabilizar a ação dos preços nos próximos dias”, disse Edul Patel, CEO da Mudrex, uma plataforma de investimento em criptomoedas baseada em algoritmos.

– Esta notícia foi traduzida por Melina Flynn, Content Producer da Bloomberg Línea.

Leia também

Petróleo cai com lockdowns minguando economia chinesa

McDonald’s decide deixar Rússia, com perda potencial de US$ 1,4 bi