PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

EUA enviam maior volume de petróleo à Europa em anos com guerra

Menor dependência do petróleo russo por parte dos países europeus fez com que exportações dos EUA chegassem a quase 50 milhões de barris de petróleo por mês

barcos
Por Sheela Tobben
03 de Maio, 2022 | 02:31 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os Estados Unidos enviaram a maior quantidade de petróleo a Europa desde que Washington encerrou sua proibição a exportações há mais de seis anos, em meio à busca por alternativas aos suprimentos russos.

Em abril, os produtores americanos exportaram quase 50 milhões de barris de petróleo para compradores europeus a partir dos principais terminais no Texas e na Louisiana, segundo dados de rastreamento de navios compilados pela Bloomberg. Isso representou quase a metade de todos os embarques da Costa do Golfo, o principal polo petrolífero dos EUA.

As opções de fornecimento para a Europa encolheram à medida que compradores do continente evitam o petróleo da Rússia após a invasão da Ucrânia, piorando um quadro de oferta já apertado.

Apesar da dependência do fornecimento de energia russa, alguns países europeus pedem uma resposta mais forte à guerra, incluindo uma proibição oficial ao petróleo. Enquanto isso, o fornecimento de petróleo do Mar do Norte deve cair em junho para o nível mais baixo em mais de uma década devido à manutenção em vários campos petrolíferos da região.

PUBLICIDADE
  dfd

Com a previsão de aumento na produção americana, os volumes destinados à Europa devem continuar a crescer e preencher lacunas deixadas por questões geopolíticos e fundamentos de mercado.

Os embarques para a Europa no mês passado incluíram três superpetroleiros, que podem transportar 2 milhões de barris cada.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

Rússia evita calote após alguns credores receberem dólares

Mercados revertem alta nos EUA, atentos a políticas de juros dos bancos centrais