PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Cinco coisas que você precisa saber para começar o dia

Veja os assuntos que devem marcar o sentimento dos mercados ao redor do mundo nesta terça-feira (3)

A mesa de operações do Citigroup (C) em Londres estava por trás de um crash relâmpago que fez as ações europeias caírem na segunda-feira (2).
Por Eddie van der Walt
03 de Maio, 2022 | 08:38 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Juros mais altos pelo Federal Reserve, uma queda repentina na Europa e a pesquisa MLIV Pulse.

1. Juros mais altos

Operadores do mercado monetário esperam que o Federal Reserve, que se reúne esta semana, aumente as taxas em 50 pontos-base para conter a inflação. Esse seria o maior aumento em 22 anos. Enquanto isso, os rendimentos do Tesouro de 10 anos estão agora em torno de 3%, níveis que não víamos desde 2018. Os traders esperam que o Banco da Inglaterra também aumente as taxas quando se reunir na quinta-feira (5).

PUBLICIDADE

2. Queda repentina

A mesa de operações do Citigroup (C) em Londres estava por trás de um crash relâmpago que fez as ações europeias caírem na segunda-feira (2). Um trader cometeu um erro ao “entrar em uma negociação”, disse o Citigroup na noite de ontem, depois que uma venda de cinco minutos nas ações suecas causou estragos, que a certa altura eliminou até 300 bilhões de euros (US$ 315 bilhões) e apresentou um novo retrocesso aos esforços que o banco vem realizando há anos para melhorar os controles. Também em grandes bancos, promotores alemães vasculharam os escritórios do Morgan Stanley (MS) em Frankfurt como parte de sua investigação mais ampla sobre o controverso escândalo Cum-Ex que roubou bilhões de euros dos contribuintes.

3. Pesquisa MLIV Pulse

Os resultados da pesquisa MLIV Pulse da semana mostram que uma clara maioria de 807 participantes do mercado projeta o rendimento de 10 anos para subir acima de 3,15%, atingindo o pico apenas no terceiro trimestre, enquanto os 41% estimam que chegará a 3,4%, de cerca de 2,9% hoje. Cerca de 25% dos leitores do MLIV esperam que o Fed seja forçado a fazer um aumento de 75 pontos base no futuro. Ah, e a música rock que vem à mente quando pensamos em política monetária? Highway to Hell, do AC/DC.

4. Ações estáveis

Os futuros de ações dos EUA, o dólar e os rendimentos de 10 anos ficaram estáveis enquanto os traders se preparam para a reunião do Fed. Os futuros de S&P e Nasdaq estavam sendo negociados pouco alterados às 4h30, horário de Nova York. Na Europa, energia, viagens e automóveis foram os setores de ações com melhor desempenho. Os rendimentos dos títulos de 10 anos dos EUA novamente estagnaram perto de 3%. O índice spot do dólar da Bloomberg ficou estável. O ouro e o petróleo caíram e o bitcoin subiu, mas não se recuperou para o nível de US$ 40.000.

PUBLICIDADE

5. Também hoje...

Os dados econômicos de hoje incluem o lançamento final de bens duráveis de março e pedidos de fábrica, bem como os empregos JOLTS de março, todos às 11h, pelo horário de Brasília. A Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, vai participar de uma sessão de perguntas e respostas às 10h, tendo também participado na reunião de hoje do Eurogrupo.

Leia também

Met Gala 2022: O ano de Musk e das Kardashians no tapete vermelho

Mercados revertem alta nos EUA, atentos a políticas de juros dos bancos centrais