Mercados

Queda da Amazon escancara novos problemas para ações de e-commerce

Rali do e-commerce no auge da covid-19 desacelerou com os consumidores retomando hábitos pré-pandemia e a com inflação minando os gastos

Mesmo diante de uma desaceleração das ações de tech, alguns analistas de mercado seguem mantém o otimismo a longo prazo
Por Ryan Vlastelica
02 de Maio, 2022 | 12:03 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — A queda histórica das ações da Amazon (AMZN) na semana passada destacou como o ambiente se tornou difícil para as ações de e-commerces após o boom causado pela pandemia, enquanto os investidores se preparam para outra montanha-russa nos próximos dias.

Etsy, Wayfair e o Shopify estão se aproximando da divulgação de seus relatórios de lucro, que acontecem nesta semana e à sombra do pior sell-off da Amazon desde 2006.

“É um canário numa mina de carvão”, disse Oktay Kavrak, diretor e estrategista de produtos da Leverage Shares. “Se a Amazon estiver próximo a atingir uma lombada, outros nomes podem ir junto. As pessoas esperavam uma desaceleração no crescimento após a pandemia, mas não acho que esperavam uma queda tão drástica como vimos.”

As ações relacionadas a e-commerce despencaram este ano enquanto a pandemia desacelera dfd

O rali das ações de e-commerce no auge das restrições da covid-19 em 2020 se reverteu à medida que os consumidores retornaram aos seus hábitos pré-pandemia e a inflação esfriou seus gastos.

PUBLICIDADE

Executivos da Amazon disseram que estavam atentos para saber se os consumidores reduziriam suas compras para compensar o aumento dos preços, à medida que os custos de combustível e mão de obra diminuíssem.

A Etsy caiu 57% este ano, tornando-se o terceiro pior desempenho no índice S&P 500, enquanto o Wayfair caiu 60%. O Shopify acaba de registrar seu pior mês - é o maior perdedor no S&P/TSX Composite Index do Canadá em 2022, perdendo mais de US$ 151 bilhões em valor de mercado.

Apesar dessa liquidação implacável, investidores “da baixa” têm sido difíceis de encontrar. Isso pode ter a ver com o preço das ações. O Shopify está negociando em 129 vezes os lucros projetados nos próximos 12 meses, e a Wayfair tem um múltiplo próximo a 95, enquanto o número da Etsy é de 22 - sugerindo que eles continuam sendo precificados para um crescimento rápido. Isso se compara com cerca de 17 no S&P 500 e 22 no Nasdaq 100.

No entanto, os analistas vêm reduzindo suas expectativas para os próximos resultados trimestrais. A receita da Wayfair foi projetada para cair cerca de 15% neste trimestre, enquanto o crescimento de 26% esperado no Shopify seria o menor desde pelo menos 2014, segundo dados compilados pela Bloomberg.

PUBLICIDADE

A Etsy divulga seus resultados em 4 de maio, enquanto Wayfair e Shopify estão programados para divulgar os resultados em 5 de maio.

O consenso médio para os ganhos do Shopify foi reduzido em cerca de 9% na semana passada, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. Para a Etsy, sua projeção de ganhos médios caiu 2,6% no mês passado e caiu quase 30% nos últimos 90 dias. Sua estimativa de receita caiu mais de 9% no último trimestre.

Apesar dos riscos de curto prazo, alguns continuam otimistas quando o assunto é crescimento a longo prazo. Poonam Goyal, analista sênior de varejo da Bloomberg Intelligence, tem uma visão positiva das perspectivas de longo prazo para o e-commerce.

“Estamos muito otimistas com o e-commerce, que deve crescer em um ritmo de dois dígitos nos próximos anos”, disse ela em entrevista por telefone. “As comparações só ficarão mais fáceis a partir daqui.”

Ações de tech

As ações de tecnologia podem ter entrado em uma liquidação prolongada. O índice Nasdaq 100, que caiu mais de 13% em abril, seu pior mês desde 2008, caiu abaixo do que tem sido uma importante linha de suporte para o indicador.

O índice de referência de alta tecnologia fechou em 12.855 na sexta-feira (29), logo abaixo do nível de 13.000, que já havia atuado para interromper as vendas, inclusive em março deste ano e em maio de 2021. O declínio de sexta-feira abaixo desse nível pode significar que os investidores devem se curvar diante de uma maior volatilidade adiante.

PUBLICIDADE

– Esta notícia foi traduzida por Melina Flynn, Content Producer da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Fed deve ser agressivo e continuar até que inflação seja contida

Focus: em semana de Copom, mercado vê piora na inflação e Selic mais alta em 2023

PUBLICIDADE