Finanças pessoais

Quantos salários mínimos são necessários para comprar uma casa na América Latina

Nas principais economias da região, uma casa padrão pode valer entre US$ 73 mil e US$ 206 mil

Brasil está em quarto lugar no ranking de países que requerem mais salários para comprar uma moradia de 60 m²
30 de Abril, 2022 | 04:26 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Comprar uma casa na América Latina exige uma projeção das finanças a médio e longo prazo, levando em conta o salário mínimo recebido nas principais economias da região.

Um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa em Finanças (CIF) da Escola de Negócios da Universidade Torcuato Di Tella da Argentina, detalhou que até o segundo semestre de 2021, Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina, são as cidades com o metro quadrado mais caro da América Latina para comprar uma casa.

Neste levantamento, são considerados os domicílios em bairros habitados por jovens profissionais de classe média e média alta, sem considerar quitinetes. Os preços de venda são de até US$ 300 mil, com medidas que variam entre 20 m² e 100 m².

Levando em conta essas características, a Bloomberg Línea calculou a quantidade de salários mínimos necessários nas principais economias da América Latina para comprar uma casa padrão de 60 m². Estes são os salários mínimos das principais economias da América Latina para 2022:

PUBLICIDADE

Com estes valores e o preço médio de uma casa de 60 m², estes foram os resultados para a região:

  • Após os cálculos, o México é o país em que mais salários deveriam ser alocados para esse fim. No país, o salário mínimo em 2022 é de 5.258,12 pesos (US$ 257,80 com o câmbio de 27 de abril de 2022), então comprar uma casa de 60 m² ao preço de US$ 145,2 mil requer 563,22 salários.
  • Em segundo lugar na lista está a Argentina, onde o salário mínimo é de 31.938 pesos argentinos (US$ 277,60); um argentino deve alocar 561,95 salários para comprar uma casa de US$ 156 mil.
  • Depois desses países vem o Chile, onde, segundo o estudo, o metro quadrado é o mais caro da América Latina. Neste país, são necessários 519,13 salários mínimos para adquirir a casa modelo, considerando que o salário é de 337 mil pesos chilenos (US$ 397,7) e que um apartamento de 60 m³ teria um preço médio de US$ 206.460.

Por último, listamos Brasil e Colômbia, embora entre esses países haja uma grande diferença:

  • No Brasil, são necessários 451,71 salários mínimos (de R$ 1.212 ou US$ 244,80) para comprar uma casa de US$ 110.580.
  • No país cafeeiro, são necessários apenas 290,22 salários mínimos, sendo o país com a menor demanda de salários mínimos para a compra de um imóvel. Na Colômbia, o salário mínimo é de um milhão de pesos colombianos (US$ 252,70) e uma casa média custa US$ 73.340.

Para a avaliação, o CIF analisa os preços médios por metro quadrado de residências localizadas em bairros específicos das principais cidades de cada país, considerando os valores de venda estabelecidos nos anúncios classificados de imóveis.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Leia também

Sebastián  Osorio Idárraga

Sebastián Osorio Idárraga

Comunicador social y periodista. Ex Editor de Home en la Revista Semana. Ex periodista económico en Revista Dinero y la Radio Nacional de Colombia. Podcaster.

PUBLICIDADE