PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

‘Cash’ é como oxigênio, diz Warren Buffett na reunião anual da Berskshire Hathaway

O chamado ‘Oráculo de Omaha’ é mais uma vez a estrela de seu próprio evento na primeira reunião ao vivo da Berkshire Hathaway após dois anos de pandemia

Warren Buffett, CEO da Berkshire Hathaway
Por Bloomberg Línea
30 de Abril, 2022 | 01:34 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Após dois anos da pandemia, a Berkshire Hathaway, conglomerado que incorpora as propriedades industriais e comerciais de Warren Buffett, realizou sua primeira reunião anual ao vivo, em um evento em que o chamado ‘Oráculo de Omaha’ elogiou a capacidade da empresa de gerar lucros, reiterou a aversão a fazer “os investidores perderem dinheiro”, e enfatizou o desejo do diretor por liquidez, dinheiro em caixa.

Sempre teremos muito dinheiro à mão... Acreditamos em ter dinheiro, e houve algumas vezes na história e haverá mais vezes na história em que, se você não tiver, não poderá jogar no dia seguinte.

Buffett disse que a empresa tem uma grande pilha de caixa, que “não vai diminuir”, e que é algo que permitiu sair e comprar em vários setores em um ritmo muito rápido, mas com compras “muito leves” durante o primeiro trimestre, a partir de 2022; no entanto, ele disse que a febre da aquisição já está se acalmando.

PUBLICIDADE

Gastamos US$ 40 bilhões com pressa, em três semanas, e agora voltamos ao nosso estado de espírito mais letárgico... Não recompramos nenhuma ação em abril, então as pessoas que estão procurando por todos esses vestígios na floresta para o que estamos fazendo, estamos apenas fazendo isso dia a dia.

De acordo com a Bloomberg, o conglomerado fez US$ 41 bilhões em compras líquidas no primeiro trimestre, incluindo um aumento em sua participação na Chevron Corp. que transferiu o investimento para as quatro maiores participações de ações ordinárias da Berkshire.

Embora Buffett tenha alertado que a economia é cíclica e que sempre haverá interrupções no sistema, ele também disse que muitos investidores se comportaram como apostadores em um cassino. Por isso, ele enfatizou um de seus muitos mantras corporativos: esteja sempre preparado para os maus momentos.

“Queremos que a Berkshire Hathaway esteja lá e em posição de operar se a economia parar. E isso sempre pode acontecer, sempre pode acontecer.

Na sessão de perguntas e respostas, Buffett afirmou que o mercado muitas vezes é “quase inteiramente um cassino, é uma sala de jogos, e isso existiu em um grau extraordinário nos últimos dois anos, incentivado por Wall Street”.

“Seu corretor passaria fome, Wall Street ganha dinheiro de uma forma ou de outra dependendo das migalhas que caem da mesa do capitalismo (...) Eles não ganham dinheiro a menos que as pessoas façam coisas, e recebem uma parte. E eles ganham muito mais dinheiro quando as pessoas apostam.”

Em um fórum que teve grande presença internacional, Buffett negou que a Berkshire Hathaway tenha aversão a investir em negócios fora dos EUA. Ele deu como exemplo os até US$ 5 bilhões que a empresa canalizou em títulos alemães, embora reconheça que a empresa não se move tão rápido nesses negócios.

Não temos preconceito contra o investimento internacional. É apenas muito mais complicado em alguns países do que nos Estados Unidos.