US$ 45 mi em startups protetoras da Amazônia

Também no Breakfast: Mercados tentam recuperação enquanto aguardam balanços e indicadores; A briga do ano: Goldman Sachs e JPMorgan contrariam Citigroup sobre futuro do Fed e Por que os unicórnios brasileiros estão demitindo

Tempo de leitura: 7 minutos

Bom dia! Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças.

Bioeconomia. O termo foi o motor por trás da união de cinco instituições que criaram uma parceria para proteger os ecossistemas da Amazônia através do investimento em startups estabelecidas ou que já atuam na maior floresta tropical do mundo.

PUBLICIDADE

Integram esta iniciativa a Amazon Investor Coalition (AIC), a Earth Innovation Institute (EII), a Fundação CERTI, instituição de base tecnológica de Santa Catarina, a NEXUS, uma rede global de investidores de impacto de nova geração, filantropos e aliados, e a Partnerships for Forests (P4F), programa financiado pelo governo do Reino Unido.

Para o primeiro ano do projeto, já em 2022 e sob o suporte da P4F, são previstos US$ 10 milhões em filantropia, US$ 30 milhões em investimento privado e US$ 5 milhões em acordos de compra corporativa para produtos florestais de origem sustentável. Porém, o projeto é de longo prazo e não possui um tempo pré-estabelecido para acontecer.

🌳 Bioeconomia e floresta em pé

A bioeconomia estuda os recursos naturais aliados às novas tecnologias para criar produtos e serviços mais sustentáveis. Por isso, o foco é trabalhar ao lado de startups que gerem competitividade econômica para a floresta, “tornando os ecossistemas florestais mais valiosos em pé do que desmatados”, explica Janice Rodrigues Maciel, Gerente do Centro de Economia Verde da Fundação CERTI e coordenadora da Jornada Amazônia, iniciativa de oportunidades de negócios baseadas na biodiversidade. Até o momento foram contempladas 15 startups.

✳️ Confira a matéria completa: Iniciativa vai investir US$ 45 mi em startups para proteger a Amazônia

Iniciativa visa proteger floresta com estímulo ao empreendedorismo e negócios locais (Foto: Leonardo Carrato)dfd

Na trilha dos Mercados

Os mercados nesta quarta-feira continuam orientados pela safra de balanços, hoje com empresas da envergadura de Meta, e indicadores que dêem pistas sobre a resistência das economias à inflação em disparada e às constantes ameaças à cadeia de abastecimento.

👀 Confiança abalada 

Tanto nos Estados Unidos como na Europa estão previstos indicadores que evidenciam a situação do consumo. Na Alemanha, por exemplo, a confiança do consumidor caiu em maio para um mínimo histórico: -26,5 pontos, contra expectativas de -16,0 e -15,7 da leitura de abril, conforme dados divulgados hoje pelo institudo GfK.O indicador foi pior que o recorde em maio de 2020, quando ocorreu o primeiro lockdown pela Covid-19 na Alemanha. A guerra na Ucrânia eleva os custos para as famílias e trava a esperança de uma sólida recuperação pós-pandemia.

🇪🇺 Atentos ao BCE

Do lado dos bancos centrais, os holofotes estarão sobre Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE). Dará algum indicativo sobre o caminho dos juros?

🔴 Escalada da guerra

A Rússia interrompeu as entregas de gás para a Polônia, o mais recente aumento das tensões entre Moscou e capitais europeias sobre o fornecimento de energia. A Gazprom PJSC da Rússia disse que cortou os fluxos de gás para a Polônia e Bulgária e manterá os suprimentos desligados até que os dois países concordem com a demanda de Moscou para pagar o combustível em rublos.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que o bloco traçará uma resposta conjunta à decisão “injustificada e inaceitável” da Rússia de usar o fornecimento de gás como “chantagem”. Os preços do gás na Europa subiram mais de 20%, enquanto o euro recuou para o menor nível desde abril de 2017.

✳️ Depois de três dias em queda, as bolsas europeias voltavam a subir. Nos EUA, os futuros de índices se valorizavam, depois do forte declínio em Wall Street ontem. Os títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos pedem prêmios maiores.

Leia também: Resultados da Alphabet, dona do Google, decepcionan em receita

Os mercados à primeira horadfd

🟢 As bolsas ontem: Dow Jones (-2,38%), S&P 500 (-2,81%), Nasdaq Composite (-3,95%), Stoxx 600 (-0,90%), Ibovespa (-2,23%)

Os mercados acionários norte-americanos caíram drasticamente, arrastados por uma venda de ações de tecnologia horas antes do lançamento dos resultados trimestrais da Alphabet e da Microsoft. O sentimento de mercado também foi afetado pelos temores sobre a desaceleração da economia e a possibilidade de o Fed apertar a política monetária. A Rússia também cortará o gás para a Polônia e a Bulgária, fazendo face a uma ameaça de corte de abastecimento aos países que recusam a nova demanda de Vladimir Putin para pagar o combustível em rublos.

Saiba mais sobre o vaivém dos Mercados

No radar

Esta é a agenda prevista para hoje:

• EUA: Pedidos e Juros de Hipotecas de 30 anos - MBA; Índice de Compras MBA; Balança Comercial de Bens/Mar; Nível de Estoques do Varejo excluindo Automóveis/Mar; Estoques no Atacado; Vendas Pendentes de Moradias/Mar; Atividade das refinarias de Petróleo pela EIA; Relatório Semanal EIA de Estoques de Destilados

• Europa: Alemanha (Confiança do Consumidor GfK/Maio); França (Confiança do Consumidor/Abr)

• Ásia: Japão (Produção Industrial/Mar); Vendas no Varejo/Mar

• América Latina: Brasil (IPCA-15/Abr; Empréstimos Bancários/Fev); México (Balança Comercial/Mar); Fluxo Cambial Estrangeiro

• Bancos centrais: Discursos de Christine Lagarde (presidente do BCE), Johannes Beermann (Bundensbank) e Tiff Macklem (Bank of Canada)

• Balanços: LG, Meta, Vale, T-Mobile, Qualcomm, Amgen, Yara, Boeing, PayPal, Canadian Pacific, GlaxoSmithKline, Mercedes-Benz, Iberdrola, Ford, Kraft Heinz, Hess, Lloyds, Spotify, UniCredit, Credit Suisse, Hertz

📌 E para amanhã:

• EUA: PIB/1T22; Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego; Preços do PCE/1T22; Gasto dos Consumidores/1T22; Índice de Atividade Industrial Fed Kansas/Abr; Estoque de Gás Natural

• Europa: Zona do Euro (Confiança de Empresas e Consumidores/Abr; Clima de Negócios/Abr; Expectativas de Inflação ao Consumidor/Abr); Alemanha (IPC/Abr); Espanha (IPC; Taxa de Desemprego); Espanha, Itália e Portugal (Confiança Empresarial/Abr)

• Ásia: China (PMI Industrial Caixin/Abr)

• América Latina: Brasil (IGP-M/Mar; Índice de Evolução de Emprego do CAGED/Mar; IPP/Mar; Reunião do CMN); México (Taxa de Desemprego/Mar; Balanço Fiscal/Mar)

• Bancos centrais: Decisão de Política Monetária e Relatório de Projeções do Bank of Japan (BoJ). Relatório Mensal do BCE. Discurso de Luis de Guindos, Elizabeth McCaul, Frank Elderson (BCE)

• Balanços: Samsung, Apple, Amazon, Mastercard, Eli Lilly, Thermo Fisher Scientific, Merck, Comcast, Intel, McDonald’s, Swedbank, Linde, Sanofi, Caterpillar, TotalEnergies, Gilead Sciences, Twitter, Nordic Semiconductor, PG&E, Southwest Airlines, Nokia, Barclays, Repsol, Carlyle, Zendesk, Roku

Destaques da Bloomberg Línea

A briga do ano: Goldman Sachs e JPMorgan contrariam Citigroup sobre futuro do Fed

Disparada do dólar impulsiona corrida por hedge em opções

Musk perde US$ 32 bilhões com queda da Tesla

Perdoado, Daniel Silveira continua sem cargo e inelegível, diz Alexandre de Moraes

Também é importante

QuintoAndar, Loft, Facily e Creditas fizeram cortes nos últimos dias.dfd

Por que os unicórnios brasileiros estão demitindo. As altas taxas de juros e a instabilidade política e social em todo o mundo estão afetando as startups, e os investidores de venture capital agora buscam ajustar as avaliações. Isso tem atingido centenas de trabalhadores de unicórnios brasileiros: nos últimos dias, as empresas de tecnologia bilionárias QuintoAndar, Loft, Facily e Creditas fizeram demissões.

O que um ex-modelo da Abercrombie tem a dizer sobre novo documentário da Netflix. O documentário “White Hot” da Netflix, que narra os dias inebriantes da estratégia de marketing popular e excludente da Abercrombie & Fitch de combinar na identidade da marca abdomens oleosos, corpos atléticos e o sonho americano da casa com cerca branca é um retrato preciso. “Eu sei bem - eu fui um dos modelos seminus que cumprimentava clientes nas lojas”.

Agrishow: A ideia, a queda e a retomada da maior feira agro da América Latina. Fechados desde 2020 por conta da pandemia, os portões do parque tecnológico do Instituto Agronômico, em Ribeirão Preto, foram reabertos nesta semana para o início da Agrishow. A expectativa é que os negócios gerados durante a feira superem os resultados da edição de 2019, quando R$ 2,9 bilhões em produtos foram comercializados durante o evento.

50 Mulheres de Impacto da América Latina: Conheça os destaques de tecnologia. Na lista 50 Mulheres de Impacto na América Latina, da Bloomberg Línea, aparecem nomes de quem está rompendo padrões em diferentes setores e, por sua vez, gerando mudanças econômicas e sociais na região. Dentro do mundo tecnológico, quatro mulheres fazem parte dos destaques.

Opinião Bloomberg

Banir os russos do torneio de Wimbledon é dupla falta?

Aplicar sanções contra oligarcas e bancos russos era uma atitude óbvia e esperada. Mas agora vem a questão muito mais espinhosa sobre os limites para punir e isolar a Rússia de Vladimir Putin – não apenas as elites politicamente conectadas, mas os atletas, artistas e outros embaixadores simbólicos do regime.

O All England Lawn Tennis and Croquet Club – o órgão que administra o histórico campeonato de Wimbledon – decidiu banir os tenistas russos e bielorrussos do torneio deste ano.

Pra não ficar de fora

Elon Musk nuevo propietario de Twitterdfd

A aquisição do Twitter por Elon Musk gerou uma enxurrada de memes. A questão de qual conta banida seria restabelecida era um ponto óbvio para os usuários do Twitter começarem a especular.

Também existe um clamor para restabelecer o perfil do The Babylon Bee, o site de sátiras que Musk retweetou em muitas ocasiões. Musk entrou em contato com a empresa depois que ela foi suspensa e foi durante essa conversa que ele pensou que talvez precisasse comprar o Twitter.

Muitas das outras respostas listam figuras controversas que foram expulsas da plataforma, como Milo Yiannopoulos e Laura Loomer.

De acordo com um repórter do New York Times, as coisas estão um pouco caóticas dentro do Twitter agora.

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site e confira as edições anteriores da nossa newsletter.

Edição: Michelly Teixeira | News Editor, Europe

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter e bom feriado!