PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Mercado Livre e Gol firmam parceria para quadruplicar entregas no Brasil

Pelo acordo, linha aérea fornecerá três aviões já em junho; Mercado Livre passará a ter nove aviões para entregas pelo Brasil

Mercadolibre.com
19 de Abril, 2022 | 11:39 am
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg Línea — A empresa de e-commerce argentina Mercado Livre (MELI) fez uma parceria com a linha aérea brasileira Gol (GOLL4) para acrescentar seis aviões a sua frota área no Brasil.

Com a parceria, o Mercado Livre pretende quadruplicar a capacidade de entrega no país para 40 milhões de pacotes e reduzir o tempo de entrega em 70% a 80% para clientes da região Norte e Nordeste do Brasil (70% do volume das entregas com a nova frota aérea vai para essas regiões). No segundo semestre deste ano esses aviões terão as cores e logomarca do Mercado Livre.

PUBLICIDADE

A expectativa é reduzir o tempo de entrega de 7 e 8 dias para 2 dias nessas regiões, em especial em Manaus, segundo as empresas. Paulo Kakinoff, CEO da Gol, disse que essas aeronaves já fazem parte da frota da Gol e serão convertidas em aviões cargueiros. “Esses aviões são inovadores em termos de carga e eficiência”, disse Kakinoff.

Atualmente, o Mercado Livre já tem três aeronaves operando com entregas pelo país, em parceria com a Sideral e a Azul (AZUL4), e manterá as operações de frete com aviões dessas outras empresas. O acordo com a Gol é de 10 anos.

Com o incremento da frota aérea, o Mercado Livre terá nove aviões à disposição, triplicando sua capacidade de voos pelo Brasil. Das seis novas aeronaves, três estarão disponíveis em junho as outras três começarão a voar no ano que vem. Além disso, pelo acordo, a Gol pode ainda fornecer mais seis aeronaves até 2025. “É algo a ser avaliado mais para frente, mas é uma possibilidade que nós temos”, disse Fernando Yunes, VP Sênior do Mercado Livre no Brasil, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (19).

PUBLICIDADE

Os aviões fornecidos pela Gol serão do modelo Boeing 737-800 com capacidade de operar 24 toneladas em cada decolagem.

Nos contratos de leasing das companhias aéreas há o custo de redelivery, em que agentes financeiros fazem aluguel das aeronaves. No caso da parceria exclusiva com o Mercado Livre, as aeronaves não serão devolvidas. Os contratos são estendidos numa versão cargueiro, por isso a Gol espera economizar R$ 25 milhões neste ano e outros R$ 75 milhões em 2023. “Essa transformação [em aviões cargueiros] é proporcional a maior redução dos custos fixos, gerando novas possibilidades de receitas auxiliares para a companhia”, disse Kakinoff.

Além disso, com o aumento da capacidade e serviços oferecidos, a área logística da Gol, GOLLOG, espera R$ 100 milhões adicionais de receita com essa parceria, além de um incremento de R$ 1 bilhão nos próximos cinco anos, segundo Julio Perotti, diretor executivo da GOLLOG. “Com essas operações exclusivas estamos trazendo 100 novas vagas diretas somente para atendimento dessa operação e mais 100 vagas indiretas para essa operação”. A GOLLOG estima um crescimento de cerca de 80% na capacidade ofertada em toneladas no mercado doméstico.

Segundo Kakinoff, não há comprometimento na oferta para passageiros com os aviões convertidos cargueiros. “Teremos utilização plena [da malha aérea] por volta de dezembro deste ano. O mercado doméstico já praticamente retomou a demanda pré-pandemia. O internacional ainda não. Já teríamos ociosidade na frota nesse segundo semestre, então agora a gente aumenta a utilização”, afirmou.

“O projeto é resultante de 10 meses de trabalho, período em que as duas empresas comprovaram capacidade de desenvolvimento conjunto. O primeiro passo é oferecer esse novo patamar de logística de transporte de cargas para entregas de e-commerce. Temos etapas vislumbradas a ampliação desse número de aeronaves dado o êxito do Meli. Nossa expectativa é que a gente vá crescer esse número. Estamos totalmente concentrados em fazer a melhor entrega possível”, disse o CEO da Gol.

Para Yunes, a entrega mais rápida aumenta a fidelização de clientes. “Reduzindo o prazo de entrega de 7, 8 dias para 2 dias aumenta a fidelização, aumenta o mercado. Há produtos que você não espera 8, 9 dias para compras, você vai numa loja física. Mas se chega em dois dias, mais produtos passam a ser comprados”.

PUBLICIDADE

O Mercado Livre não divulgou o valor investido na parceria com a Gol, mas disse que faz parte do pacote de investimentos de R$ 17 bilhões no Brasil, anunciado no início do ano.

Pablo Navarrete, diretor de transportes do Mercado Livre, disse que o Mercado Livre também está desenvolvendo uma rede aérea em outros países da região, como no México, mas, por enquanto, a parceria com a Gol é exclusiva para o Brasil.

Leia também

FMI faz maior corte na projeção de crescimento global desde o início da covid-19

Isabela  Fleischmann

Isabela Fleischmann BR

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups

PUBLICIDADE