PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Gás natural europeu cai para o menor nível desde a invasão da Ucrânia

Temperaturas acima da média devem aumentar na próxima semana, aliviando a pressão sobre a demanda por gás natural na Europa

País já afirmou que vários compradores concordaram em fazer pagamentos da forma exigida
Por Verity Ratcliffe
19 de Abril, 2022 | 02:25 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — O gás natural europeu estendeu a queda para o nível mais baixo desde o início da guerra da Rússia na Ucrânia, em meio ao clima mais quente e aos sinais do Kremlin de que o pagamento do combustível em rublos não é esperado pelo menos até o próximo mês.

Os futuros de gás holandeses caíram até 12%, para 84 euros por megawatt-hora - o nível mais baixo desde 23 de fevereiro, um dia antes da invasão russa - antes de reduzir algumas dessas perdas. O contrato do mês anterior fechou em queda de 9,2% em 14 de abril, antes do feriado da Páscoa.

PUBLICIDADE

O mercado tem se concentrado nos embarques da Rússia, seu maior fornecedor, principalmente após a exigência do presidente Vladimir Putin no mês passado de que compradores “hostis” paguem pelo gás em rublos. Os advogados da União Europeia elaboraram uma conclusão preliminar de que o mecanismo de pagamento violaria as sanções do bloco.

Preços do gás na Europa caem para o menor patamar desde o início da guerra na Ucrâniadfd

Ainda há “algum tempo” para a Europa pagar os embarques do gás russo em rublos para abril, principalmente “com vencimento em maio”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, na segunda-feira (19). Ele se recusou a comentar se algum cliente concordou em pagar em rublos ou configurar as contas conforme exigido.

Temperaturas acima da média no sudeste da Europa devem se expandir para o meio do continente na próxima semana, de acordo com um relatório da Maxar Technologies, dos EUA. Isso poderia aliviar alguma pressão sobre a demanda por gás natural. Ainda assim, a previsão indica que a Península Ibérica estará mais fria do que o normal, acrescentou o documento.

PUBLICIDADE

Concorrência asiática

Mesmo antes da guerra na Ucrânia, a Europa estava lidando com uma crise de fornecimento de energia e competindo com a Ásia por cargas de gás natural liquefeito. Agora, os bloqueios relacionados à pandemia estão pesando na demanda asiática.

Os preços do GNL asiático ligeiramente mais fracos indicam que os compradores da região atualmente não precisam superar seus concorrentes europeus, disseram analistas da consultora Engie EnergyScan, em nota.

“Os preços do gás caíram bastante à medida que os fundamentos de curto prazo se abrandaram”, disse Edmund Siau, analista-chefe de gás e GNL da consultoria FGE. A redução da demanda e a troca de combustível aliviaram as pressões sobre os preços do gás na Europa, mas a concorrência da Ásia se aproxima, disse ele. “Os comerciantes estão se perguntando o que a Ásia fará com os bloqueios da China e qual é o plano de reabastecimento antes do inverno”, disse ele.

Ainda assim, é esperado que os fluxos de gás russo via Ucrânia estejam abaixo da capacidade nesta terça-feira (19), por conta da queda nos pedidos de suprimentos que caíram antes da Páscoa. A Gazprom PJSC, multinacional de energia da Rússia, disse que seus embarques estão de acordo com as solicitações dos clientes.

Embora o gás que chega à Ucrânia a partir do ponto de rede Sokhranovka da Rússia tenha sido relativamente estável, os fluxos da estação de Sudzha caíram nos últimos dias. Outros dados mostram que os fluxos através do link Nord Stream permanecem estáveis.

Menos gás fluindo entre a Ucrânia e a Rússiadfd

Os militares da Rússia bombardearam o sul e o leste da Ucrânia durante a noite, com o presidente Volodymyr Zelenskiy dizendo que Moscou lançou uma nova campanha focada na conquista da região leste do país.

PUBLICIDADE

Os futuros holandeses para o primeiro mês foram negociados em queda de 2,2%, a 93,50 euros por megawatt-hora, às 12h02, no horário local. No Reino Unido a queda foi de 1,9%.

“A continuação da geração eólica abaixo do normal até amanhã oferece uma pressão de alta para estimular os contratos de energia do Reino Unido”, enquanto os altos embarques de GNL para o Reino Unido estão esfriando os preços futuros, disse a consultora Inspired Energy Plc em nota.

Enquanto isso a energia alemã caiu 6,9% para seu nível mais baixo desde 14 de abril, antes de reduzir algumas perdas.

PUBLICIDADE

Leia também

FMI faz maior corte na projeção de crescimento global desde o início da covid-19

Últimas BrasilUcrâniaRússia
PUBLICIDADE