PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Tesla planeja retomar parcialmente a produção na fábrica de Xangai em breve

Fábrica, a primeira da montadora fora dos EUA, está fechada há semanas devido ao lockdown implementado na China

A fábrica da Tesla em Xangai, a primeira fora dos EUA, paralisou a produção por três semanas a partir de 17 de abril
Por Bloomberg News
15 de Abril, 2022 | 05:39 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Tesla (TSLA) está ligando de volta a seus funcionários em Xangai para se preparar para a retomada inicial da produção já na próxima semana, após uma suspensão de semanas devido ao estrito lockdown da cidade para conter o surto de covid.

A pioneira de veículos elétricos disse a alguns funcionários nesta sexta-feira (15) para entrar no chamado sistema de produção de “circuito fechado” em 17 de abril, em que os trabalhadores vivem no local e são testados regularmente, segundo pessoas familiarizadas com o assunto, que pediram para não serem identificadas como informação não é pública.

Para contornar as restrições atuais em distritos locais ou conjuntos residenciais, a empresa emitirá um certificado especial para aqueles de plantão e providenciará ônibus para trazê-los de volta à fábrica, disse uma das pessoas.

A Tesla não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

PUBLICIDADE

A fábrica da Tesla em Xangai, a primeira fora dos EUA, paralisou a produção por três semanas a partir de 17 de abril.

‘Senso de urgência’

O primeiro-ministro Li Keqiang alertou repetidamente sobre os riscos ao crescimento econômico, dizendo às autoridades locais na segunda-feira que deveriam “adicionar um senso de urgência” ao implementar as políticas existentes. O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação prometeu impulsionar a retomada da produção nas principais fábricas de Xangai, em esforços para garantir uma cadeia de suprimentos tranquila, de acordo com um comunicado divulgado na sexta-feira.

Empresários, incluindo He Xiaopeng, executivo-chefe da startup chinesa de veículos elétricos Xpeng, alertaram sobre possíveis perdas para a economia e indústrias-chave.

PUBLICIDADE

“Se as empresas da cadeia de suprimentos não encontrarem uma maneira de retomar a operação e a produção, é provável que todas as montadoras na China tenham que suspender a produção em maio”, disse ele.

Leia também

As ações e os fundos preferidos dos investidores de alta renda no último mês

Rodadas da semana: startups da América Latina que captaram investimentos