Mercados

Morgan Stanley adverte para excesso de otimismo de títulos e S&P 500

Ações dos EUA começaram o ano com o pé esquerdo em meio a preocupações em relação ao Fed

Morgan Stanley adverte para excesso de otimismo com títulos e S&P 500
Por Nikos Chrysoloras
11 de Abril, 2022 | 08:49 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os mercados de títulos e o S&P 500 (SPX) estão otimistas demais com as perspectivas econômicas, de acordo com o estrategista-chefe de ações do Morgan Stanley (MS) nos EUA.

“Temos outro exemplo de divergência extrema entre os aspectos internos do mercado de ações que estão indicando fortemente um medo em relação ao crescimento, enquanto os títulos e o S&P 500 estão sugerindo que o crescimento não é apenas bom, mas provavelmente permanecerá robusto no caso de títulos”, disse Michael Wilson e sua equipe em nota aos clientes na segunda-feira.

Esse desvio se mostrará insustentável, e as ações cíclicas são as mais vulneráveis quando ele for resolvido, disseram.

As ações dos EUA começaram o ano com o pé esquerdo em meio a preocupações de que o Federal Reserve terá que apertar sua política de forma mais agressiva do que o previsto anteriormente. Wilson, que tem sido um dos pessimistas mais vocais de Wall Street, argumenta que essa queda ainda não precificou uma desaceleração acentuada da economia.

PUBLICIDADE
  dfd

Os aspectos internos do mercado de ações estão contando uma história muito diferente dos títulos ou do índice S&P 500, que continua sendo negociado com valuations que achamos difíceis de justificar”, segundo os estrategistas do Morgan Stanley. As ações defensivas, e em particular o setor de serviços públicos, estão tendo um de seus melhores períodos absolutos e relativos de desempenho já registrados, disse Wilson.

Os bancos centrais normalmente pausam e revertem os aumentos das taxas de juros quando a economia desacelera ou entra em recessão. Embora o desempenho superior das ações defensivas aponte para essa decepção no crescimento, isso não se reflete atualmente nos mercados de títulos ou no mercado de ações mais amplo, disse Wilson.

“Ouvimos atentamente o que os aspectos internos do mercado de ações estão dizendo porque acreditamos serem o melhor estrategista do mundo”, disse ele. “Mantenha-se defensivamente orientado porque o crescimento vai decepcionar.”

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

A aposta de Bezos no Brasil: Stark Bank levanta US$ 45 milhões

Petrobras: Minoritário aponta risco judicial por abuso de poder de Bolsonaro

PUBLICIDADE