Estilo de vida

Você abriu seu e-mail fora do expediente? Isso pode estar fazendo mal, diz Microsoft

Cerca de um terço dos trabalhadores administrativos passa por um “terceiro pico” de produtividade tarde da noite

É necessário definir e alinhar expectativas de que um funcionário não deve se sentir pressionado para responder e-mails fora do expediente
Por Matthew Boyle
09 de Abril, 2022 | 05:32 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O CEO da Microsoft (MSFT) Satya Nadella alertou que o bem-estar dos funcionários pode ser prejudicado com uma jornada de trabalho cada vez maior e que muitas vezes se arrasta até tarde da noite.

Nadella, cuja empresa estudou como o trabalho remoto afeta a colaboração em um esforço para melhorar seu software Teams, citou uma pesquisa da Microsoft que constatou que cerca de um terço dos trabalhadores administrativos têm um “terceiro pico” de produtividade no final da noite, com base na atividade registrada de seus teclados.

A produtividade normalmente aumenta antes e depois do almoço, mas esse terceiro pico ilustra como o trabalho remoto quebrou as fronteiras já tênues entre nosso trabalho e nossa vida doméstica. Nadella, que falou na última quinta-feira (7) na Wharton Future of Work Conference, disse que os gerentes precisam definir normas e expectativas claras para os trabalhadores para que estes não sejam pressionados a responder e-mails tarde da noite.

“Pensamos em produtividade por meio de métricas de colaboração e resultado, mas o bem-estar é uma das peças mais importantes da produtividade”, disse ele. “Sabemos o que o estresse faz com os trabalhadores. Precisamos aprender as soft skills, as boas e velhas práticas de gestão, para que as pessoas mantenham a integridade de seu bem-estar. Posso definir essa expectativa de que nossos funcionários podem receber um e-mail do CEO no fim de semana e não sentir que precisam responder.”

PUBLICIDADE

Dois em cada três funcionários que consideram deixar o emprego dizem que seu empregador não cumpriu as promessas iniciais da pandemia de focar na saúde mental dos funcionários, segundo uma pesquisa da Harris encomendada pelo provedor de terapia on-line Talkspace.

Em um novo estudo com funcionários da Microsoft, cerca de 30% tiveram “picos” de trabalho pela manhã, à tarde e, em menor grau, por volta das 22h. A jornada média de trabalho aumentou em 46 minutos, ou 13%, desde o início da pandemia, segundo a Microsoft, e o tempo gasto em horas extras aumentou ainda mais rapidamente, em 28%. Os dados mostram como os trabalhadores adotam agendas cada vez mais assíncronas, que nem sempre se alinham com as de seus colegas ou gerentes.

A Microsoft contratou cerca de 50 mil funcionários durante a pandemia, disse Nadella. As pessoas, principalmente no setor de tecnologia, estão exigindo cada vez mais flexibilidade em onde e quando trabalham, disse ele. Uma pesquisa em andamento com trabalhadores do conhecimento – programadores de software, analistas de dados e afins – do Future Forum, um consórcio de pesquisa apoiado pela Slack Technologies, constatou que mais de três entre quatro pessoas querem poder escolher onde trabalhar, ao passo que 95% deseja poder definir sua própria jornada.

Questionado se evita enviar e-mails no fim de semana, Nadella se esquivou um pouco, dizendo: “Estou aprendendo todos os dias”.

PUBLICIDADE

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE