Mercados

Morgan Stanley enxerga riscos para ações da Europa

Perspectiva de recessão, além da guerra na Ucrânia e inflação, pressionam mercado

No entanto, seguem recomendando as ações do Reino Unido, que tiveram bom desempenho
Por Farah Elbahrawy
07 de Abril, 2022 | 10:58 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A perspectiva para os retornos das ações europeias está se tornando mais desafiadora à medida que aumentam os riscos de uma recessão econômica, de acordo com estrategistas do Morgan Stanley (MS).

“Não acreditamos que o mercado – ou qualquer setor dele – esteja posicionado para uma recessão”, escreveram estrategistas, incluindo Ross MacDonald, em nota. “Os riscos relacionados à disponibilidade de petróleo/gás significam que estamos atribuindo uma probabilidade muito maior de uma recessão na Europa que o normal.”

Depois de subir mais de 20% no ano passado, as ações europeias estiveram sob pressão em 2022, pois as preocupações dos investidores com a guerra na Ucrânia, a inflação e a política monetária agressiva reduziram o apetite por risco. Os estrategistas do Morgan Stanley apontaram os múltiplos cada vez mais baratos do mercado em comparação com pares globais, o que reflete riscos para as estimativas de lucros que provavelmente serão reduzidas nos próximos meses.

Valuations das ações europeias em baixa de 16 anosdfd

Esses estrategistas continuam preferindo as ações do Reino Unido, que tiveram bom desempenho este ano, pois a narrativa de ganhos continua saudável e os múltiplos ainda não estão muito exorbitantes.

PUBLICIDADE

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Casa de apostas da Suécia mira Brasil antes da regulação de jogos de azar

Alta do dólar contra moedas globais pode estar chegando ao fim

PUBLICIDADE