PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Vibra, UOL e Corinthians: três contratos de naming rights de 2022

Companhias estampam marcas em projetos de entretenimento, que vão de teatro de shopping a time de jogo online

A partir desta sexta-feira (1º), o Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, passa a se chamar Teatro UOL
01 de Abril, 2022 | 01:48 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

São Paulo — Pelo menos três acordos de “naming rights” anunciados por companhias em São Paulo marcaram o primeiro trimestre de 2022, período que viu a retomada de projetos de patrocínio em atividades de entretenimento com a principal metrópole do país acabando com a exigência de máscara em locais abertos e fechados.

A partir desta sexta-feira (1º), o Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, passa a se chamar Teatro UOL. Já o antigo Credicard Hall, que em 2019 chegou a se chamar UnimedHall, passa a se chamar Vibra São Paulo. Por sua vez, a gaming house do Corinthians Free Fire anunciou acordo de naming rights, e seu centro de treinamento (CT) passa a se chamar CT Dazz, uma das principais marcas de cadeiras e periféricos gamer do Brasil.

PUBLICIDADE

A empresa de energia Vibra (ex-BR Distribuidora) foi a última a assinar um contrato de naming rights, com duração inicial de quatro anos, com a produtora Opus Entretenimento, nova administradora do local. O espaço, situado na Marginal Pinheiros (próximo à Ponte Transamérica), reabrirá as portas para shows e eventos em maio. Inaugurado em setembro de 1999 e com capacidade para 7.000 pessoas, a casa estava de portas fechadas desde 31 de março de 2021.

“A capital paulista merece essa retomada e podem ter certeza que o palco do Vibra São Paulo receberá novamente os principais artistas e eventos nacionais e internacionais”, declarou Carlos Konrath, presidente da Opus Entretenimento, em nota divulgada hoje.

Já o UOL, provedor de serviços digitais, assumiu os naming rights do Teatro do Shopping Pátio Higienópolis, que por 20 anos foi Teatro Folha, em referência ao nome do tradicional jornal da família Frias, controladora do UOL. A mudança vai além dos naming rights, incluindo também um novo projeto visual para a fachada e ambientes internos do teatro, informou o UOL.

PUBLICIDADE

Nas últimas duas décadas, o nome do provedor se tornou mais popular do que o da publicação, cuja tiragem impressa caiu durante a pandemia da covid para uma média diária da ordem de 100 mil exemplares. Em 1990, superava 4 milhões. O grupo UOL é dono do PagBank PagSeguro, emissor de contas digitais e atuante no segmento de maquininhas de cartão. Em 2021, o PagBank PagSeguro lucrou R$ 1,5 bilhão, aumento de 12%, com receitas de R$ 10,4 bilhões, alta de 53%.

“Acreditamos que este é um passo importante do UOL para continuar oferecendo o melhor do entretenimento, seja no ambiente digital ou offline. Atrelado a isso, buscamos fortalecer sempre os pilares que sustentam o nosso propósito”, comentou Paulo Samia, CEO do UOL Conteúdo e Serviços, em nota.

O mercado de e-Sports também teve contrato de naming right neste ano. Em janeiro, o Corinthians Free Fire anunciou uma parceria com a Dazz, marca de cadeiras e periféricos gamer do Brasil, que passa a ter os naming rights do centro de treinamento (CT) do Timão e a ser patrocinadora oficial da organização. Com o acordo, válido pelo próximo ano, a empresa estampa sua marca na manga dos uniformes de jogo e treino do time alvinegro, terá seus produtos usados na gaming house da organização e dará nome ao CT da equipe, o Centro de Treinamento Dazz, onde os atletas mobile treinam e jogam.

A Nomad Esports, empresa brasileira que atua na administração e desenvolvimento de projetos especiais de games e e-Sports para marcas, é a gestora do Corinthians Free Fire, um dos principais times brasileiros do game de battle royale Free Fire. Desde janeiro, a empresa cuida da administração do time alvinegro, incluindo a montagem do grupo de jogadores e comissão técnica, manutenção da gaming house e captação de patrocínios.

No Corinthians Free Fire buscamos parceiros que tenham visões e missões em sinergia com as nossas, e a Dazz sempre apoiou muito o mercado de e-Sports, criando conexões entre pessoas por meio de seus produtos de alta qualidade e a partir de lançamentos inovadores, como os que chegarão nos próximos meses”, disse João Gava, CEO da Nomad Esports, em nota.

Leia também

Mais uma companhia listada na B3 sofre ataque de hackers

Últimas BrasilBloomberg Línea
Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE