PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Rússia diz que Putin participará do G20 apesar das conversas sobre exclusão

Anúncio veio um dia depois que o chanceler alemão Olaf Scholz pediu uma discussão sobre se a Rússia deveria ser excluída do grupo

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, sugeriu na quarta-feira que os EUA estão por trás da pressão para excluir a Rússia da organização
Por Bloomberg News
23 de Março, 2022 | 04:02 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O presidente Vladimir Putin planeja participar da cúpula do G20 organizada pela Indonésia no final deste ano, disse o enviado da Rússia ao país do Sudeste Asiático, ignorando a possibilidade de excluí-lo devido à guerra na Ucrânia.

A Rússia aprecia que a Indonésia não ceda à pressão para desviar o foco do G20 da recuperação econômica, disse a embaixadora Lyudmila Vorobieva em uma entrevista na quarta-feira (23) em Jacarta.

PUBLICIDADE

O anúncio veio um dia depois que o chanceler alemão Olaf Scholz pediu uma discussão sobre se a Rússia deveria ser excluída do agrupamento das principais economias, enquanto o Ocidente se esforça para transformar Putin e seu governo em párias internacionais em resposta à sua invasão da Ucrânia. No entanto, a China sinalizou que mantém a adesão contínua da Rússia ao G20, dizendo que o bloco precisa trabalhar em conjunto em questões do crescimento econômico global à recuperação da pandemia.

“A Rússia é um membro importante” do agrupamento, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, na quarta-feira em uma coletiva de imprensa regular em Pequim. “Nenhum membro tem o direito de remover outros países.”

Mas o conselheiro de segurança nacional dos EUA, Jake Sullivan, disse na quarta-feira que “não acreditamos que possa ser um negócio como de costume” com a Rússia e organizações internacionais como o G20, e que o governo Biden “consultaria nossos aliados e parceiros em todo o mundo”. " sobre o assunto.

PUBLICIDADE

Embora as autoridades não tenham chegado a nenhuma conclusão, é provável que os líderes dos EUA e aliados se recusem a participar da cúpula da Indonésia se Putin participar, disse uma pessoa familiarizada com o assunto. A pessoa pediu para não ser identificada porque as discussões são preliminares.

A Polônia apresentou a ideia de substituir a Rússia no G20 durante reuniões na semana passada com a secretária de Comércio dos EUA, Gina Raimondo, de acordo com o ministro do Desenvolvimento, Piotr Nowak.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, sugeriu na quarta-feira que os EUA estão por trás da pressão para excluir a Rússia da organização.

“O G20 é um formato multilateral, há pontos de vista diferentes”, disse Peskov em teleconferência com repórteres. “Está claro que os americanos continuarão pressionando diferentes países, mas, como vemos, vários estados ainda preferem aderir ao seu ponto de vista independente e soberano.”

A Rússia foi suspensa do G8 em 2014 após a anexação da Crimeia da Ucrânia e se retirou da organização intergovernamental permanentemente em 2017. O G20 é um agrupamento maior que inclui muitas economias em desenvolvimento.

--Com a colaboração de Nick Wadhams, Justin Sink e Josh Wingrove

PUBLICIDADE

Leia também

Bolsas dos EUA sofrem debandada de investidor pessoa física

PUBLICIDADE