PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Após anos de reclamações, Instagram volta com recurso de ordem cronológica

Aplicativo da Meta Platforms (FB) está introduzindo duas opções para o feed, “Seguindo” e “Favoritos”

instagram
Por Ilena Peng e Sarah Frier
23 de Março, 2022 | 03:08 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Instagram permitirá que os usuários mudem o feed para que vejam primeiro as postagens mais recentes, cedendo após anos de reclamações sobre a classificação atual do aplicativo de fotos que escolhe a ordem das postagens com base no comportamento do usuário.

O Instagram da Meta Platforms (FB) está introduzindo duas opções para o feed, “Seguindo” e “Favoritos”, de acordo com um post no blog da companhia nesta quarta-feira (23). O “Seguindo” funcionará como o Instagram fazia até 2016: mostra as postagens em ordem cronológica inversa. Os “Favoritos” permitem uma curadoria adicional, para que os usuários listem até 50 contas que desejam ver no topo feed.

PUBLICIDADE

“Queremos que as pessoas se sintam bem com o tempo que passam no Instagram, dando-lhes maneiras de moldar sua experiência no que é melhor para elas”, disse a empresa em comunicado na quarta-feira.

O Instagram introduziu uma ordenação algorítmica para seu feed porque usuários profissionais, como influenciadores e marcas, começaram a postar com tanta frequência e estratégia que abafavam o conteúdo de usuários regulares, disseram pessoas familiarizadas com o assunto. Usuários regulares começaram a pensar que seus amigos não estavam usando o Instagram. O algoritmo de 2016 foi treinado para mostrar às pessoas qualquer conteúdo que as inspirasse a postar mais, disseram as pessoas.

Embora a mudança tenha ajudado a aumentar a visibilidade do conteúdo de amigos e familiares dos usuários, ela provocou reações de profissionais, cujo crescimento de seguidores começou a desacelerar, bem como de usuários regulares, que não gostaram da diminuição do controle.

PUBLICIDADE

Nos últimos anos, o Instagram começou a introduzir mais conteúdo nos feeds das pessoas que o algoritmo do aplicativo sugere, mesmo que os usuários não o tenham seguido. Isso aumentou o desejo dos usuários de ter mais controle sobre o que veem.

Mesmo que as pessoas afirmem odiar o algoritmo, a pesquisa interna do Instagram mostra que eles estão mais satisfeitos com esse pedido, “portanto, não estamos padronizando as pessoas em uma experiência de feed cronológica”, disse o Instagram em seu comunicado. Os usuários terão que decidir especificamente ver as postagens na ordem mais recente.

Leia também

Ex-adversário, Alckmin filia-se ao PSB e diz que Lula agora é esperança

Bolsas dos EUA sofrem debandada de investidor pessoa física

PUBLICIDADE