PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cripto

NFT: suspeitas de manipulação de mercado ressurgem

Compra de tokens em massa antes da aquisição de um projeto despertou interesse de especialistas

Essa coleção foi uma das que popularizaram os tokens não fungíveis, atraindo dinheiro especulativo
Por Muyao Shen
17 de Março, 2022 | 07:20 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A comoção em torno do comércio aparentemente irregular de uma coleção de tokens não fungíveis (NFTs na sigla em inglês) antes da aquisição do projeto reflete a aparente ausência de clareza regulatória em um dos cantos mais agitados do universo de ativos cripto.

PUBLICIDADE

Nos dias que antecederam a compra da propriedade intelectual da coleção Meebits pertencente à Larva Labs pela Yuga Labs em 11 de março, mais de uma dúzia de endereços na blockchain Ethereum compraram uma grande quantidade de NFTs.

O piso, ou preço mínimo que o vendedor estava disposto a aceitar, chegou a 6,134 Ether — cerca de US$ 15,8 mil — em 12 de março, de acordo com a NFT Price Floor. O valor é quase o dobro do observado dois dias antes.

PUBLICIDADE

Há dúvidas se o movimento foi causado por quem soube aproveitar o momento ou por indivíduos agindo com informações privilegiadas. Para especialistas jurídicos, é difícil avaliar devido à natureza anônima das criptomoedas e da estrutura regulatória vaga em torno dos NFTs. Segundo autoridades dos Estados Unidos, os regulamentos existentes estabelecem um precedente sólido para as regras das criptomoedas.

“Atualmente não se sabe se alguns desses NFTs são registrados indevidamente como valores mobiliários”, disse Darren Heitner, advogado especializado em propriedade intelectual que atua em Fort Lauderdale, na Flórida.

Representantes da Larva Labs e da Yuga Labs não quiseram comentar.

Sem regulamentação, o mundo das coleções digitais é alvo de suspeitas de que pessoas com informações privilegiadas estão embolsando grandes lucros com as oscilações de valor desses ativos. Os preços de muitos NFTs saltaram no ano passado, quando coleções como CryptoPunks e Pudgy Penguins atraíram uma enxurrada de dinheiro especulativo. Também há suspeita de que indivíduos compram e vendem o mesmo ativo para criar a ilusão de demanda elevada, o chamado wash trading.

No ano passado, a OpenSea — principal plataforma de negociação de NFTs — proibiu seus funcionários de negociar coleções de NFT que promove e de usar informações confidenciais para negociar. A decisão veio após a descoberta de que um colaborador negociou alguns itens antes que fossem apresentados na home page da OpenSea.

PUBLICIDADE

No caso mais recente, o perfil @NFTethics do Twitter criticou quem comprou Meebits antes do anúncio do acordo. Especulações sobre a transação ganharam destaque no Twitter e em plataformas de mensagens como Discord horas antes do anúncio da aquisição.

Segundo dados compilados pela PeckShield, especializada em blockchain, 14 endereços Ethereum sem histórico anterior de compras de coleções NFT significativas compraram 159 Meebits entre 5 e 11 de março. O endereço principal, segundo a Etherscan, comprou 24 Meebits de uma só vez no dia 5 de março.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também