PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Jornalista americano é morto na Ucrânia em tiroteio perto de Kiev

Brent Renaud, 50, cineasta premiado que cobriu as guerras no Iraque e no Afeganistão, foi baleado em Irpin, ao norte da capital Kiev

Renaud era um colaborador regular do New York Times
Por Ian Fisher
13 de Março, 2022 | 03:35 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Um jornalista e cineasta americano foi morto a tiros neste domingo cobrindo a guerra na Ucrânia no que pode ser o primeiro jornalista estrangeiro morto no conflito, de acordo com várias notícias da mídia e do governo.

Brent Renaud, 50, cineasta premiado que cobriu as guerras no Iraque e no Afeganistão, foi baleado em Irpin, ao norte da capital Kiev. Outro jornalista que estava com Renaud teria sido ferido no tiroteio em um subúrbio de Kiev que está sob ataque russo. Os dois estavam viajando em um carro que foi alvejado por tropas russas, disse a polícia de Kiev em sua página no Facebook.

PUBLICIDADE

Renaud era um colaborador regular do New York Times. Clifford Levy, editor-chefe adjunto do Times, twittou que Renaud trabalhou pela última vez para o jornal em 2015.

A notícia de que um jornalista americano na Ucrânia foi morto por russos é “obviamente chocante e horripilante”, disse o conselheiro de segurança nacional de Biden, Jake Sullivan, no programa “Face the Nation” da CBS no domingo. Sullivan disse que está fazendo perguntas sobre como isso aconteceu.

No início deste mês, o correspondente da Sky News, Stuart Ramsay, foi baleado na região lombar depois que seu carro foi emboscado quando ele e outros colegas estavam voltando para Kiev. Ramsay já retornou ao Reino Unido.

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

AO VIVO: Altos funcionários dos EUA e da China se reúnem na segunda

Bancos Centrais do mundo definem política para economias abaladas pela guerra

PUBLICIDADE