PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Bolsas de NY recuam com inflação e alta de rendimento dos Treasuries

Petróleo cai em meio a preocupações de que aumento de preços possa reduzir a demanda

Bolsas de NY recuam com inflação e alta de rendimento dos Treasuries
Por Srinivasan Sivabalan
10 de Março, 2022 | 06:17 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados de ações caíram e os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA subiram depois que a inflação acelerou pelo sexto mês consecutivo e o ataque russo à Ucrânia não mostrou sinais de diminuição. O petróleo caiu e o dólar subiu.

O S&P 500 (SPX) encerrou em baixa, mas bem abaixo das mínimas da sessão, com as ações de tecnologia liderando o recuo. Os títulos do Tesouro caíram em todas as linhas de vencimentos, levando os rendimentos dos Treasuries de 10 anos (GT10) a níveis não vistos desde 25 de fevereiro, enquanto a taxa para 30 anos atingiu o maior patamar desde maio de 2021, depois que dados mostraram a inflação no ritmo mais rápido em 40 anos.

PUBLICIDADE

O petróleo caiu abaixo de US$ 107 o barril em Nova York, em meio a preocupações de que o aumento de preços pode reduzir a demanda.

Os mercados desandaram desde que a Rússia invadiu a Ucrânia há duas semanas, com as ações dos EUA experimentando as maiores oscilações entre ganhos e perdas desde 2020.

Os preços das commodities também oscilaram à medida que os investidores lidam com as incertezas em torno do ataque da Rússia à Ucrânia, enquanto a inflação mostra sinais de desaceleração, mas ainda mantém pressão sobre os formuladores de política monetária para aumentar as taxas em meio à ameaça de conter o crescimento da economia.

PUBLICIDADE

“O mercado provavelmente já precificou o aumento da inflação e, em vez disso, está focado na Ucrânia e no impacto às commodities”, disse Mike Loewengart, diretor administrativo de estratégia de investimento da E*Trade do Morgan Stanley. “Linha de fundo para os investidores: prepare-se para um passeio acidentado, mas mantenha o juízo e não reaja emocionalmente.”

Guerra

A Ucrânia e a Rússia não conseguiram fazer progressos para interromper a guerra e reduzir as diferenças nas primeiras conversações de alto nível entre seus ministros das Relações Exteriores desde o início da invasão russa. O otimismo aumentou na quarta-feira depois da sinalização de que a Ucrânia estava aberta a discutir a demanda da Rússia por neutralidade, desde que recebesse garantias de segurança.

Enquanto o aumento nos preços ao consumidor dos EUA veio em linha com as previsões, o indicador reforçou as expectativas de que o Federal Reserve começará a aumentar as taxas de juros na próxima semana para conter a inflação, que alguns economistas veem subindo acima de 8%. Isso porque a guerra na Ucrânia e a proibição do presidente Joe Biden às importações de energia da Rússia restringiram o fornecimento de petróleo.

Comentários:

  • “As expectativas já eram altas para a inflação hoje, mas o indicador de 7,9% não ajuda o Fed após os aumentos do preço do petróleo que vimos nas últimas semanas”, escreveu Nick Chatters, gerente de investimentos da Aegon Asset Management.
  • “Não acho que a guerra tenha movido nenhum dos bancos centrais de sua política de tentar normalizar as taxas em reação à inflação”, disse Chris Gaffney, presidente de mercados mundiais do TIAA Bank. “A inflação é certamente alta. A divulgação desta manhã é desconfortável.”
  • “O maior risco é a inflação”, disse Fiona Cincotta, analista sênior de mercado do City Index. “Mesmo que os bancos centrais tentem apressar o aperto no primeiro semestre do ano, acho que olhando mais adiante, eles vão lutar se o crescimento realmente começar a ser atingido.”
  • “A chave aqui é que casa e comida, não carros usados, que estão dirigindo os preços. Combinado com o declínio dos salários reais, isso bloqueia a bússola do Fed”, disse Max Gokhman, diretor de investimentos da AlphaTraI. “A reação do mercado é que os investidores finalmente precificam que essa guerra tornará o Fed mais, não menos agressivo”.
  • “Depois de meses preparando as bases para um aperto firme e substancial na política monetária ao longo do próximo ano, o Fed agora enfrenta uma mudança repentina nas perspectivas econômicas”, disse Richard Flynn, diretor administrativo da Charles Schwab U.K. Ltd., em nota. “Dito isso, o Fed provavelmente estará relutante em parar os aumentos das taxas no curto prazo.”

As ações da Amazon.com Inc. (AMNZ) saltaram 4% depois de anunciar uma divisão de ações e um plano de recompra de US$ 10 bilhões. Os papéis da Crowdstrike Holdings Inc. subiram 11% depois de apresentar bons resultados.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

PUBLICIDADE

Ações

  • O índice S&P 500 (SPX) terminou com baixa de 0,4%;
  • O Nasdaq 100 (NDX) caiu 1,1%;
  • O índice Dow Jones Industrial Average (INDU) caiu 0,3%;
  • O MSCI World recuou 0,2%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) subiu 0,4%;
  • O iene japonês (JPY) recuava 0,3% para 116,12 por dólar;
  • O euro (EUR) caiu 0,9% para US$ 1,0979;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subiu três pontos base para 1,99%;
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha subiu seis pontos base para 0,27%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subiu 2,2% para US$ 105,36 o barril;
  • O ouro subiu 0,8% para US$ 2.003,90 a onça.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE