PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Novidades do evento da Apple: novo iPad Air, IPhone SE e Mac

A Apple lançou nesta terça-feira as versões 5G de seu iPhone baixo custo e do iPad Air, além de um novo computador Mac

A customer stands near an Apple Inc. logo at a store in Sydney, Australia, on Monday, Feb. 28, 2022. Australia is scheduled to release gross domestic product (GDP) figures on March 2. Photographer: Brent Lewin/Bloomberg
Por Mark Gurman
08 de Março, 2022 | 05:37 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — A Apple apresentou versões 5G de seu celular de baixo custo, o iPhone SE e o tablet iPad Air, bem como um computador desktop Mac redesenhado com processador mais rápido, iniciando o que provavelmente será o ano mais produtivo até agora para lançamentos de novos produtos.

A Apple revelou os dispositivos durante um evento virtual na terça-feira que chamou de “Peek performance”, procurando manter seu impulso após um trimestre recorde que superou as expectativas de Wall Street. O CEO Tim Cook também anunciou planos para trazer os jogos da Major League Baseball para o serviço de streaming TV+ da empresa.

PUBLICIDADE

A apresentação incluiu um novo processador da Apple chamado M1 Ultra, que a empresa chamou de chip de computador pessoal mais poderoso de todos os tempos. O produto faz parte da mudança de anos da Apple de usar processadores Intel para usar seus próprios componentes.

O novo computador desktop, chamado Mac Studio, possui o chip M1 Ultra e é voltado para desenvolvedores de aplicativos, editores de fotos e criadores de vídeo. A Apple também revelou um monitor separado de 27 polegadas que é muito mais barato que o modelo atual, custando US$ 1.599.

Houve poucas surpresas importantes no evento, e as ações caíram menos de 1%, para US$ 158 após a conclusão. As ações da Apple caíram cerca de 10% este ano, em linha com uma queda mais ampla das ações.

PUBLICIDADE

A Bloomberg News informou pela primeira vez sobre o novo iPhone SE e iPad Air em janeiro deste ano e sobre o computador Mac Studio e o monitor de baixo custo em janeiro de 2021.

O evento foi o primeiro do que se espera que sejam vários lançamentos de produtos este ano, com a Apple também preparando Macs e iPads adicionais, bem como o iPhone 14 e novos smartwatches. E a empresa pode apresentar seu primeiro headset misto de realidade aumentada e virtual ainda este ano.

O novo iPhone é a primeira atualização da linha SE da Apple desde 2020. O modelo, que continuará nas cores preto, branco e vermelho, terá um preço um pouco mais alto: US$ 429, ante US$ 399. Mas tem suporte para rede 5G, processador A15 mais rápido e outros recursos.

O iPhone SE continua parecido com o iPhone 8 de 2017, incluindo um botão home com Touch ID – em vez do Face ID usado pelos modelos mais sofisticados. Ele tem uma tela de 4,7 polegadas, tornando-o o menor iPhone disponível. Mas a adição do 5G torna o dispositivo muito mais competitivo no mercado e pode ajudar a empresa a atrair usuários de Android e consumidores com iPhones mais antigos.

PUBLICIDADE

A Apple não divulga as vendas de modelos individuais de iPhone, mas o smartphone representa seu maior gerador de dinheiro em geral, gerando mais da metade de sua receita no último ano fiscal, ou cerca de US$ 192 bilhões.

O SE estreou em 2016 em meio a pedidos de um iPhone menor e mais barato, e foi atualizado anteriormente no início da pandemia. Na terça-feira, a Apple também adicionou novas opções de cor verde ao iPhone 13, ajudando a manter esse modelo nas notícias até que o iPhone 14 com um design atualizado chegue ainda este ano.

PUBLICIDADE

O novo iPhone SE e o iPad Air de US$ 599, que possui um chip M1, estarão disponíveis para pedidos em 11 de março, antes de chegar às lojas uma semana depois.

A Apple começou a receber pedidos para o Mac Studio e monitor na terça-feira, antes de seu lançamento em 18 de março. A versão com o chip M1 Ultra custa US$ 3.999, enquanto uma versão mais barata custa US$ 1.999.

PUBLICIDADE

O chip tem 20 núcleos de CPU, 64 núcleos de processamento gráfico e um mecanismo neural de 32 núcleos - projetado para tornar mais fácil para os desenvolvedores compilar código, renderizar gráficos 3D e trabalhar com vídeo, disse a Apple.

Leia também

PUBLICIDADE

Mais mulheres como CEO? Grupo busca mudança a longo prazo

ETF baseado em lideranças femininas começa a ser negociado na B3