Brasil

Deputado Arthur do Val, o Mamãe Falei, se desfilia do Podemos

Objetivo é escapar de um pedido de expulsão do partido diante de repercussão de comentários machistas

Deputado Arthur do Val, o Mamãe Falei, se desfilia do Podemos para escapar de pedido de expulsão
08 de Março, 2022 | 03:55 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O deputado estadual por São Paulo Arthur do Val, o Mamãe Falei, se desfiliou do Podemos nesta terça-feira (8). O objetivo é escapar do pedido de expulsão do partido que enfrenta desde ontem, feito por prefeitos filiados à legenda.

Ele ainda deve ser processado no Comitê de Ética da Alesp (Assembleia Legislativa de Sâo Paulo) por quebra de decoro parlamentar. Caso seja condenado, pode perder o mandato e ficar inelegível por oito anos.

Veja mais: Aliado de Moro vira alvo de repúdio após falas sexistas sobre ucranianas

No último fim de semana, foram divulgadas mensagens de áudio em que o deputado, que disse ter ido à Ucrânia em missão humanitária, chama as mulheres ucranianas de “gold diggers” (interesseiras, em inglês).

PUBLICIDADE

“Elas olham e, vou te dizer, elas são fáceis, porque são pobres. E aqui, a minha conta do Instagram, cheio de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, porque a gente não tinha tempo, mas colei em dois grupos de ‘minas’ e é inacreditável a facilidade”, diz uma das mensagens de Mamãe Falei.

Por causa da repercussão, o deputado desistiu de se candidatar ao governo de São Paulo pelo Podemos, mesmo partido pelo qual Sergio Moro concorrerá à Presidência da República.

Leia também:

Como a guerra afeta as montadoras e os preços dos veículos no Brasil?

Alta do PIB brasileiro ‘reflete a base fraca de comparação’, diz Fiesp

Pedro Canário

Pedro Canário

Repórter de Política da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero em 2009, tem ampla experiência com temas ligados a Direito e Justiça. Foi repórter, editor, correspondente em Brasília e chefe de redação do site Consultor Jurídico (ConJur) e repórter de Supremo Tribunal Federal do site O Antagonista.