PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Joe Biden anuncia novas sanções à Rússia

A União Europeia e os Estados Unidos prometeram mais sanções que, segundo eles, puniriam a economia e o setor financeiro da Rússia

Joe Biden fala sobre situação geopolítica após ataque da Rússia sobre a Ucrânia
24 de Fevereiro, 2022 | 03:46 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O presidente americano Joe Biden fala, na tarde desta quinta-feira (24), sobre a invasão da Rússia sobre a Ucrânia na madrugada de hoje, após anunciar uma primeira rodada de sanções ao país de Vladimir Putin na véspera. O presidente americano declarou hoje que novas restrições serão impostas à Rússia após o ataque.

Os EUA estão implementando controles de exportação sobre semicondutores para a Rússia e outras tecnologias avançadas cruciais para as indústrias militar, biotecnológica e aeroespacial. As regras permitem que os EUA restrinjam as exportações para a Rússia de qualquer lugar do mundo usando tecnologia americana, incluindo software

Biden esclareceu, em resposta a jornalistas, que não tem planos de falar com Putin no momento.

Biden também anunciou que os EUA sancionariam o Sberbank – o maior credor da Rússia – e quatro outras instituições financeiras que representam cerca de US$ 1 trilhão em ativos, bem como uma ampla faixa de elites russas e seus familiares.

PUBLICIDADE

A União Europeia e os Estados Unidos prometeram mais sanções que, segundo eles, puniriam a economia e o setor financeiro da Rússia, enquanto o Reino Unido divulgou penalidades, incluindo o congelamento de ativos de grandes bancos. Putin conversou com magnatas e exortou-os a apoiá-lo enquanto as nações apertam os parafusos econômicos.

Veja mais: URGENTE: Putin fala com empresários sobre invasão à Ucrânia

Acompanhe os principais destaques da fala de Biden

  • Fomos claros com o mundo e avisamos o que Putin estava disposto a fazer. Ele escolheu a guerra e agora terá que lidar com consequências
  • Novas restrições serão impostas à Rússia
  • Vamos restringir a capacidade de transações feitas pela Rússia em dólares e yens
  • A OTAN está mais unida do que nunca
  • Vamos bloquear o cinco maiores bancos russos
  • Mais da metade das importações de alta tecnologia da Rússia serão cortadas como resultado das sanções
  • Os EUA não irão lutar na Ucrânia
  • Companhias de petróleo e gás não devem se aproveitar da crise e subir preços
  • Iremos elevar a produção de petróleo se for necessário
  • Se a Rússia buscar um ataque cibernético, os EUA irão responder
  • Não tenho planos de falar com Putin
  • É altamente improvável que isso vá se estender por muito tempo enquanto estivermos impondo sanções

(Com informações de Bloomberg News)

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.