Green

Primeiro trem movido a hidrogênio do Japão vai fazer viagem-teste

Serviços comerciais da empresa ferroviária devem começar em 2030; decisão faz parte dos esforços do governo para atingir zero líquido

País quer atingir meta até 2050
Por Shiho Takezawa
21 de Fevereiro, 2022 | 03:56 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A maior empresa ferroviária do Japão começará a testar o primeiro trem movido a hidrogênio do país em março – será um passo em direção à meta do país de se tornar neutro em carbono até 2050.

O trem de dois vagões “Hybari” – uma combinação de híbrido e a palavra japonesa para “cotovia” – custou cerca de 4 bilhões de ienes (US$ 35 milhões) para ser desenvolvido e pode viajar até 140 km a uma velocidade máxima de 100 km/h com um único tanque de hidrogênio.

A East Japan Railway, que desenvolveu o trem em parceria com a Toyota (TMCO34) e a Hitachi (HTHIY), planeja usá-lo para substituir sua frota movida a diesel e buscar mercados de exportação. Os serviços comerciais devem começar em 2030.

O Japão fez do hidrogênio uma fonte fundamental de energia limpa para atingir o zero líquido. A Toyota pretende decuplicar a produção de carros Mirai movidos a hidrogênio com seu modelo de segunda geração, ao passo que mais ônibus e veículos de passeio movidos a célula de combustível estão nas ruas.

PUBLICIDADE

O governo disse que pretende aumentar o uso de hidrogênio para 20 milhões de toneladas até 2050, enquanto empresas de energia como Iwatani e Kawasaki Heavy Industries buscam construir cadeias de fornecimento de hidrogênio para reduzir seu preço.

A Europa foi pioneira em trens movidos a hidrogênio: a Alemanha lançou o primeiro trem do mundo construído pela Alstom em 2018. A Siemens e a Deutsche Bahn estão desenvolvendo novos trens regionais e estações de abastecimento especiais e os testarão em 2024.

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também